Fascista
Fascista com Bolsonaro no peito, assediou um mulher dentro da estação do metrô e ao ser denunciado perseguiu e ameaçou o denunciante com uma arma à mão.

Por: Redação do Diário Causa Operária

Um homem branco vestindo uma camisa do presidente ilegítimo e fascista Jair Bolsonaro, foi flagrado por câmeras de uma loja de aquários, próximo ao metrô, agredindo e ameaçando de morte com uma arma em punho um homem negro, no início da tarde deste sábado (19).

A situação teria começado dentro da estação Praça do Relógio, na fila da bilheteria, quando o programador de computador Jair Canhête, 25 anos, presenciou o bolsonarista, até o momento não identificado, assediando uma mulher que estaria à sua frente, passando a mão no corpo dela, pelo que ele resolveu intervir para socorrer a mulher. Gritou ao homem para se afastar da mulher, pelo que o fascista reagiu e ameaçou sacar uma pistola prateada na cintura. Os seguranças do metrô então se aproximaram e o agressor teria mostrado uma identificação de Bombeiro Militar do DF, sendo liberado.

Os seguranças ao perceberem que este estava alterado, pediram que Jair aguardasse alguns minutos para que o homem fosse embora. Porém, o homem estava à espera de Jair fora da estação, perseguindo-o.

Em depoimento na 12º delegacia de Taguatinga, Jair afirmou que ao perceber que estava sendo perseguido tentou, ao menos, ficar à frente de uma câmera de segurança, temendo ser assassinado pelo homem. Os funcionários assustados correram da loja. O bolsonarista agrediu Jair com tapas e apontou-lhe a arma gritando “safado e vagabundo”, saindo da loja em seguida.

Tentei me posicionar próximo a uma câmera de segurança para, pelo menos, ficar registrado que ele poderia me matar. Por sorte, ele puxou a arma, me agrediu, mas não apertou o gatilho”, desabafou.

É uma sensação muito ruim de impotência, pois esse homem havia assediado uma moça dentro do Metrô. Espero que as autoridades tomem uma providência enérgica“.

Send this to a friend