Bolsa emergencial para quem?
Os deputados Zeca Dirceu e Alencar Santana, ambos do PT, mesmo querendo beneficiar os estudantes, estão na verdade beneficiando os tubarões do ensino privado.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
zecaealencar
Deputados Zeca Dirceu (PT) e Alencar Santana (PT). | Fotos: Gustavo Bezerra/Lula Marques

A política da esquerda parlamentar continua sendo limitada a quatro paredes da câmara dos deputados e do senado. Isso porque enquanto o golpe de Estado avança para níveis alarmantes ao fascismo, como foi denunciado neste diário a respeito da formação do conselho nacional de espionagem do Bolsonaro, previsão para cortes às alturas na educação de 4 bilhões devido a política criminosa e golpista do congelamento de “gastos”, a esquerda mais uma vez se propõe administrar o estado falido, com a criação do projeto de lei nº 3836/2020, ao qual promove bolsa emergencial aos estudantes das universidades privadas, devido a crise econômica intensificada por conta do coronavírus.

Trata-se de uma política de colaboração aos grandes empresários da educação, como a Kroton, Estácio e Anhanguera. Literalmente é tirar dinheiro da população para custear a universidade privada. O discurso dos criadores da PL, Alencar Santana (PT-SP) e Zeca Dirceu (PT-PR), caracterizam a importância de manter os estudantes que perderam seus emprego diante da crise atual, mas consciente ou inconsciente, estará ajudando a manter esses tubarões da educação que nada ou quase nada promovem pesquisas para a população.

É importante ressaltar isso, a maioria dessas universidades privadas não possuem o compromisso de pesquisa, algo fundamental ainda mais nos dias de hoje devido a pandemia. Vale ressaltar que até mesmo diante do golpe de estado, têm-se noticias de invenções oriundas de pesquisas aos quais na esmagadora absoluta são de universidades públicas. As universidades pagas não possuem esse compromisso porque o interesse dos grandes capitalistas do ensino é única exclusivamente lucrar com a educação, quando na verdade ela deveria ser realmente pública, ou seja, acesso a toda a população.

Diante deste cenário da pandemia, é importante denunciar que esses parasitas continuam a cobrar mensalidades, algo totalmente parasitário, sem nenhuma consideração com os estudantes, aos quais a maioria é jovem e como se sabe, tem condições de emprego muito precário, antes mesmo da crise da pandemia, em 2019 o desemprego dos jovens era mais do que o dobro da média geral, segundo o IBGE. Se a situação que já era caótica do ano passado era assim, o que dirá deste ano? E por qual motivo continuar ter uma política que beneficie os grandes sanguessugas das universidades privadas?

Por conta disso, é necessário uma luta que seja eficiente contra esses vampiros. Não é dentro das Câmaras dos Deputados e do Senado que surtirá efeito para resolver esse problema da cobrança das mensalidades. É preciso impulsionar uma fortíssima mobilização popular, sistemática, através nas ruas. A Aliança da Juventude Revolucionária, a juventude do PCO, possui algumas propostas que servem exclusivamente ao estudante universitário e que não alimenta, sobre nenhuma medida, o lucro da burguesia educacional, algumas delas são o fim das mensalidades das universidades privadas, estatizando todas elas, suspensão das aulas até quando tiver vacina, contra os cortes das pesquisas, ampliando-as, principalmente as que são relacionadas a pandemia, dentre outras medidas.

Portanto, é de suma importância que esses vampiros não somente se virem com toda essa situação como também atendam a essas reivindicações, já que de lucro eles estão cheios. Por isso, é importante formar comitês estudantis de luta em cada universidade, com direcionamento bem claro a essas e outras reivindicações, principalmente com a finalidade política clara, que é a importância da luta do Fora Bolsonaro e todos os golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas