Menu da Rede

Dia 18, nas ruas contra a PEC 32 e por Fora Bolsonaro

Anterior
Próximo

Direita massacra trabalhadores

Bolívia: seis mortos na desocupação da refinaria

Ao menos 6 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas durante massacre feito pelas forças repressivas na refinaria Senkata, em El Alto, que estava ocupada pelos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Militante ferido neste massacre policial. Foto: Pablo Aneli/Reuters. –

A notícia foi divulgada pela própria imprensa de direita. De acordo com matéria publicada no sítio G1, da golpista rede Globo, ao menos 6 pessoas morreram, e outras 30 ficaram feridas, em uma operação feita em conjunto pela polícia e pelas Forças Armadas, em uma refinaria que fica na cidade de El Alto, na Bolívia. Tendo em vista que são dados divulgados pelo PIG – o Partido da Imprensa Golpista – podemos supor que a repressão foi ainda maior do que o anunciado.

senkata 1
Mulher carregando uma criança, durante o massacre em Senkata. Foto: Reuters.

Demonstrando uma imensa disposição para a luta, trabalhadores da Bolívia haviam ocupado a refinaria de Senkata e organizado piquetes para impedir a entrada e a saída de combustíveis. Em uma duríssima operação, conforme mostram as imagens, os aparatos repressivos atuaram em conjunto, inclusive disparando contra os trabalhadores desarmados, que reagiram aos ataques com dinamite. O saldo final, entretanto, foi negativo para os trabalhadores, que viram o piquete ser destruído à força diante desta operação.

O que temos neste caso é um verdadeiro massacre, praticado pela direita golpista boliviana, que é irmã da direita bolsonarista que neste momento governa o Brasil. É preciso aplaudir os trabalhadores que ocupavam a refinaria de Senkata, que chegaram a utilizar dinamite aos ataques da direita. No entanto, é preciso ir além, através de uma política concreta para armar os trabalhadores que se levantam contra o golpe na Bolívia, organizando-os em Comitês de Autodefesa. É a única maneira de impedir que massacres como este, praticados pela extrema-direita, se repitam.

Ao mesmo tempo, este acontecimento mostra o quanto a política de se chegar a um acordo com a direita é criminosa. Além da organização de Comitês de autodefesa, como discutido no parágrafo anterior, é preciso que o movimento popular, tanto na Bolívia quanto nos outros países da América Latina sejam centralizados em torno da derrubada dos governos direitistas, ou seja, a luta pelo “Fora Añez”, pelo “Fora Piñera” e pelo “Fora Bolsonaro”, no caso do Brasil. É a única forma de abrir caminho para outras reivindicações populares, tais como a convocação de novas eleições e/ou uma Assembleia Nacional Constituinte Popular.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.