Menu da Rede

Polícia tenta impedir

Bolívia: milhares vão a Cochabamba e reagem à polícia com dinamite

Segundo informações, atravessaram barricadas em Colomi e estão indo a Cochabamba exigir o retorno do presidente da Bolívia, exilado no México, Evo Morales.

Tempo de Leitura: < 1

Manifestantes cocaleiros tentam entrar na cidade pela ponte de Huayllani. Foto: Dico Solís –

Publicidade

Da redação – Milhares de trabalhadores, do campo e da cidade, estão marchando rumo à cidade de Cochabamba, neste quinto dia de mobilização contra o golpe de Estado na Bolívia.

Segundo informações, atravessaram barricadas em Colomi e estão indo a Cochabamba exigir o retorno do presidente da Bolívia, exilado no México, Evo Morales, e a renúncia da presidente golpista autoproclamada, Jeanine Áñez.

A polícia de Cochabamba se juntou às Forças Armadas e jogou bomba de gás contra a marcha dos cocaleiros, para impedir que estes entrassem na cidade. Os manifestantes reagiram com dinamite.

Evo Morales foi derrubado por um golpe militar no último domingo (10) e, desde então, a população está nas ruas exigindo seu retorno e se mobilizando contra o golpe de Estado.

Mais Lidas
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTT

Análise Política da Semana, com Rui Costa Pimenta (REPRISE)

423 Visualizações 86 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend