Vacina da COVID-19
Através de fundo de financiamento russo o país pretende adquirir vacina para 80% da população, utilizando a Sputnik V.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Sputnik V - Argentina (1)
Vacina russa sendo desembarcada na Argentina, nesta segunda (28). | Foto por: reprodução.

O governo de Luis Arce adquiriu nesta sexta 5,2 milhões de doses da vacina russa Sputnik V contra o coronavírus (SARS-Cov-2) suficiente para vacinar 2,6 milhões de pessoas, cerca de 23% da população.

A Bolívia agora é o terceiro país sul-americano a adquirir a vacina russa, depois de Venezuela e Argentina, tendo afirmado que o convênio com o Fundo Russo de Investimento Direto permitirá ao país vacinar 80% da população através do sistema público de saúde.

A Argentina, começou a vacinação com a vacina russa no início dessa semana. O Chile, o primeiro país do continente a iniciar a vacinação na semana anterior, contratou a vacina produzida pela indústria norte-americana Pfizer e pelo laboratório alemão BioNTech.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas