Bola de Ouro do futebol – Quatro brasileiros na lista de melhores do mundo. Qual a manobra em curso?

A revista francesa “France Football” divulgou nesta segunda-feira, dia 08 de outubro, a lista para a eleição do craque do ano, onde a premiação é a ‘Bola de Ouro”, destinada ao melhor jogador de futebol do mundo na temporada.

Como sempre ocorre, a publicação futebolística francesa vai divulgando aos poucos os nomes que compõem a cobiçada lista. Na listagem inicial apareceram dois nomes de brasileiros que atuam na Europa, Firmino e Alisson, que atuam no Liverpool, da Inglaterra. São ao todo 30 nomes que serão submetidos aos jurados onde são avaliados em diversos critérios até chegarem a uma pontuação onde o escolhido pontua em grau mais elevado.

Ao longo do dia foram acrescentados à lista os outros nomes que concorrerão ao prêmio máximo do futebol, superior inclusive ao nome escolhido pela FIFA, que este ano ficou com o croata vice campeão do Mundo, Luka Modric. Com o anúncio final dos trinta nomes, quatro brasileiros figuram entre os concorrentes. Além de Firmino e Alisson – os primeiros anunciados – foram incluídos também o lateral esquerdo Marcelo (Real Madrid) e o atacante Neymar Jr, do PSG, da França. Mesmo com a presença de quatro brasileiros entre os 30 melhores do mundo, é quase certo que o prêmio de craque do ano será entregue para qualquer um outro, menos para um dos brasileiros que figuram na lista.

O fato de Neymar Jr. não figurar entre os que foram divulgados inicialmente já é suspeitíssimo. É muito provável que os outros nomes de brasileiros na lista apareçam como uma manobra da publicação francesa para excluir o principal nome do futebol brasileiro no exterior, o craque Neymar. O que chama a atenção é que o nome de Neymar aparece ao lado de outros nomes do futebol que nem com muito esforço e boa vontade poderia figurar em qualquer lista de craques que concorrem ao prêmio de melhor jogador do mundo, como é o caso do argentino Aguero, do Manchester City, o uruguaio Godín, do Atlético de Madrid e Isco, do Real Madrid.

Evidentemente que a premiação oferecida pela publicação especializada francesa obedece a critérios políticos e econômicos, onde milhões de dólares e euros movimentam os bastidores da escolha. O que se pode constatar claramente é que os capitalistas que controlam o esporte mais popular do planeta trabalham para escantear o futebol brasileiro e seus craques das principais premiações internacionais. Esta operação tem o claro objetivo de favorecer as grandes praças do futebol mundial, onde os investidores capitalistas despejam oceanos de dinheiro para tentar recompor parte dos seus investimentos, em queda livre no mundo inteiro