Bloqueio de bens: mesmo na cadeia, Lula continua sendo perseguido pela direita golpista

LULA/BRASILIA

Nesta terça-feira (10), a Justiça determinou o bloqueio de bens do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, assim como do seu próprio instituto e de sua empresa de palestras. A medida foi justificada como um “pagamento de dívida fiscal com o governo federal no valor de quase R$ 30 milhões”. O mais curioso é que este processo não tem absolutamente nada a ver com os outros que estão sendo levados a cabo pela operação Lava Jato contra o líder petista. Ou seja, a Justiça golpista atua de forma coordenada contra Lula.

É óbvio que tudo isso não passa de uma desculpa esfarrapada para continuar a perseguição criminosa dos golpistas ao ex-presidente e todo o setor popular do país. A intenção por trás de mais essa manobra é minar as possibilidades de defesa de Lula, já que sem dinheiro e recursos, o petista não poderia arcar com todas as despesas de sua defesa.

O Instituto Lula se pronunciou logo após a divulgação da medida absurda e denunciou a ação criminosa da Justiça, inclusive pontuando que os impostos cobrados já haviam sido pagos.

Eles já condenaram e prenderam o ex-presidente sem nenhuma base legal, inclusive atropelando a Constituição Federal no processo, transformando-o em um preso político, e agora pretendem tirar de Lula até mesmo seu direito de defesa. Não é mais possível acreditar em soluções institucionais. É preciso mobilizar o povo e lutar pela liberdade de Lula. Só assim a classe trabalhadora poderá bater de frente com o golpe e reverter todo esse pesadelo que se tornou a política nacional.