Golpe de Estado em Mianmar
Na capital do país, manifestantes se reuniram em frente a uma delegacia de polícia para exigir a libertação de estudantes do ensino médio presos por protestarem contra golpe
miamar 9
Militares chegando para reprimir os protesto em Mianmar | Foto: AFP 2021 / SAI AUNG MAIN
miamar 9
Militares chegando para reprimir os protesto em Mianmar | Foto: AFP 2021 / SAI AUNG MAIN

Nesta segunda-feira (15) blindados nas ruas e as forças de segurança de Mianmar reprimiram com brutalidade manifestações contra o golpe militar no país.

De acordo com site de noticiais Sputnik, Mais de mil manifestantes se reuniram em frente ao Banco Econômico de Mianmar em Mandalay, a segunda cidade mais populosa do país. Pelo menos dez caminhões com soldados e policiais chegaram e imediatamente começaram a disparar contra os manifestantes, segundo um fotógrafo presente.

Os soldados e policiais usaram porretes e balas de borracha contra a multidão. Fotos nas redes sociais mostram manifestantes feridos.

A repressão começou em Mandalay. Os soldados atiraram, espancaram e prenderam manifestantes pacíficos.

Em Naypyidaw, a capital do país, manifestantes se reuniram em frente a uma delegacia de polícia para exigir a libertação de estudantes do ensino médio que foram detidos por participarem de atividades contra o golpe.

Um aluno que conseguiu escapar disse a repórteres que os estudantes, com idades entre 13 e 16 anos, estavam manifestando de maneira pacífica quando a polícia de choque chegou e começou a prendê-los repentinamente. Não se sabe exatamente quantos alunos foram detidos, mas de acordo com as estimativas, são entre 20 e 40.

Relacionadas
Send this to a friend