Blecaute na Venezuela: mais uma sabotagem da direita e do imperialismo para derrubar Maduro

venezuela-blackout

Um blecaute atingiu a Venezuela na tarde desta quinta-feira (7) e se estendeu até o dia seguinte. Bairros da capital Caracas e pelo menos 8 Estados do país foram afetados. O blecaute, que gerou imensos transtornos para a população, como escolas sem aulas e a paralisação de linhas de trens e metrô, na manhã desta sexta-feira (8), foi ocasionado por sabotagem na principal usina hidrelétrica do país, a usina de Guri.

O presidente Nicolás Maduro suspendeu as aulas e o jornada de trabalho público e privada neste dia 8, equipes do setor elétrico trabalham incansavelmente para restabelecer o servido a toda a população venezuelana.

As autoridades de Estado denunciaram o caráter criminoso da sabotagem promovida pela direita.  A estatal de energia Corpoelec, afirmou pelo Twitter:

Também o presidente Nicolás Maduro manifestou-se sobre o caso:

A sabotagem é um expediente que o imperialismo, por meio de seus serviçais no país, se utiliza para desestabilizá-lo. A Venezuela é vítima de inúmeros casos violentos de sabotagem promovidos pela “oposição”; a direita venezuelana. A sabotagem está a serviço do golpe de Estado violento que está direita, servos do imperialismo organiza, impulsiona a luz do dia.

A luta histórica que se trava na Venezuela, a luta do povo oprimido contra o imperialismo e seus aliado chegou a um estágio não se pode admitir a ação criminosa da chamada “oposição”, da operação assassina preparada por eles e, cuja figura de Juan Gerardo Guaidó Márquez é central. O governo Venezuelano como legítimo representante, neste momento, dos interesses do povo deve atravessar o rubicão. Qualquer preconceito democráticos e pequeno burguês que incida deve ser abandonado em nome dos interesses do povo. A chamada oposição, a direita venezuelana são criminosos, traidores da Pátria, inimigos do povo e como tais devem ser tratados.

Prisão imediata para Guidó e para toda a direita golpista que conspira contra o país.

Mobilizar em toda Venezuela e naAmérica Latina contra os ataques ao povo venezuelano e contra a intervenção imperialista.