Menu da Rede

Dia 18, voltar às ruas por Fora Bolsonaro e todos os golpistas

Anterior
Próximo

Ásia

Biden retoma política imperilista de ataque à Turquia

O governo da Turquia considera o reconhecimento do "genocídio" dos armênios pelo Império Turco-Otomano por parte de Biden como uma ameaça à paz regional.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Biden: face mais perigosa e traiçoeira do imperialismo, desta vez disfarçado de “democrático” – Reprodução

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia acusou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden (Partido Democrata), de “distorcer fatos históricos” com o reconhecimento do genocídio de armênios pelo Império Turco-Otomano em 1915. A Turquia convocou o embaixador americano no país para dar esclarecimentos.

Para Ancara, os americanos não têm o direito de “julgar questões históricas” e não devem se intrometer – ou criar – problemas regionais. A medida por parte dos americanos serve, de acordo com os turcos, para inflamar os ânimos e gerar tensões.

Conforme a declaração do Ministério, “Depois de mais de 100 anos de sofrimento passado, em vez de exercer esforços sinceros para curar completamente as feridas do passado e construir o futuro juntos em nossa região, a declaração do presidente dos Estados Unidos não trará nenhum resultado além de polarizar as nações e dificultar a paz e estabilidade em nossa região”.

Os Estados Unidos tentaram um golpe de Estado na Turquia em 2016, contra o presidente Recep Tayyip Erdoğan (Partido Justiça e Desenvolvimento). No decorrer dos últimos anos, os EUA pressionam a Turquia para se desfazer dos seus sistemas de defesa, caso dos mísseis S-400 de fabricação russa. Washington apoia as milícias curdas que atuam na Síria, porém que são consideradas terroristas por Ancara. Além disso, Fethullah Gülen, acusado de ser o mentor de um golpe militar fracassado na Turquia em 2016, é apoiado pelos Estados Unidos.

O atual presidente democrata tem uma política mais agressiva com relação à Turquia, se comparado com o ex-presidente Donald Trump. Após a tentativa de golpe de Estado derrotada, Trump fez um acordo de paz com os turcos. 

O governo turco classifica o reconhecimento por Biden como uma ameaça à paz regional. O atual presidente dos EUA, em menos de três meses à frente da administração federal, demonstrou que seu objetivo é levar adiante uma política mais intervencionista no Oriente Médio e na Ásia.  

O imperialismo tem plena confiança em Joe Biden, um representante dos banqueiros e dos setores capitalistas dominantes na economia norte-americana e mundial. Para impor seus interesses nos mundo, o imperialismo necessita de uma política mais agressiva e intervencionista, porém mascarada de defesa da “democracia”, “direitos humanos” e das “minorias políticas”.  É a face mais traiçoeira e perigosa do imperialismo para os países atrasados,  disfarçada de “democrático”.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.