A falácia do anti-racismo
Na campanha eleitoral de Biden vale tudo, inclusive visitar vítima de violência policial, uma violência que o Partido Democrata sempre aprovou
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
kzwsm6afetc51
Joe Biden se orgulha de suas lei para encarceramento em massa | Foto: Reprodução

Joe Biden, o homem que se orgulha das leis que criou enquanto senador, que amontoou negros e pardos nas prisões estadunidenses, agora quer mostrar todo seu “repúdio” ao racismo nos Estados Unidos. O ex-vice-presidente passou uma hora com a família do negro de 29 anos, Jacob Blacke, que foi baleado à queima-roupa por um policial branco na frente de seus filhos, em 23 de agosto em Kenosha, nas margens do Lago Michigan.

Biden declarou que: “Tive a oportunidade de passar algum tempo com Jacob ao telefone. Ele está fora da terapia intensiva, conversamos por cerca de 15 minutos”. Além disso, Biden está em uma campanha de fazer duras críticas ao seu rival republicano Donald Trump: “Este presidente há muito tempo perdeu qualquer liderança moral neste país”, “Ele não consegue parar a violência, porque há anos a fomenta.” e “Ele pode acreditar que pronunciar as palavras lei e ordem o torna forte, mas o fato de não convocar seus próprios apoiadores para que parem de agir como milícia armada neste país mostra como ele é fraco.”

Biden pode falar isso com propriedade, porque sem tem algo que o mesmo sabe fazer muito bem, é como usar a polícia como um aparato repressor, muito mais do que Trump, então faz sentido suas declarações. Na última convenção,Trump e os republicanos argumentaram que Biden, como um “aliado” da esquerda radical, seria impotente para controlar a ilegalidade e o caos que alegavam estar tomando conta das ruas americanas. Esses republicanos definitivamente não consultaram a vida política do ex-senador e atual candidato à presidência da república, ou usam esse discurso para assustar o eleitorado da ala conservadora.

Em resposta, Biden, que dirigiu uma campanha decididamente centrista, quase riu das declarações, perguntando retoricamente: “Pareço para vocês um socialista radical? Sério ?

A campanha eleitoral de 2020 nos Estados Unidos é marcada por uma série de fatores sem precedentes, o que cria um terreno fértil para Joe Biden praticar toda a sua hipocrisia. Com uma pandemia histórica que ceifou mais de 180.000 vidas, uma profunda crise econômica e uma onda histórica de raiva contra o racismo, não é muito difícil apontar os erros do outsider e nazista Donald Trump, uma vez que o mesmo sequer faz questão de esconder quem realmente é.

Mas o ponto a ser analisado, é a tremenda demagogia de Joe Biden, que criou leis absurdas em seus seis mandatos consecutivos como senador. Defendeu a intervenção dos EUA e da OTAN na Guerra da Bósnia em 1994 e 1995, votou a favor da resolução que autorizou a Guerra do Iraque em 2002, enjaulou milhões afro-americanos nas penitenciárias, sente muito orgulho dessas leis, mas agora, faz discursos contra o racismo e se mostra solidário com Jacob, mas é contra o serviço de saúde universal a todos – que Jacob vai precisar para se tratar das sequelas do tiro que levou a queima roupa.

O “grande-homem” da “esquerda” Joe Biden, que já deixou claro que não está em seu plano de governo uma política de saúde pública, área que os afro-americanos são muito necessitados, que já teve a “cara de pau” de discursar como que faz da polícia um aparato repressor do Estado: “ Nós fazemos tudo, exceto enforcar pessoas por andarem perdidas” – livre tradução – a escolha de Kamala Harris como vice-presidente, outra recordista de prender pessoas, apenas por porte de maconha e, a lista de aberrações não tem fim.

O que podemos visualizar no atual cenário das eleições estadunidense, é o medo da reeleição de Trump, um outsider que não foi a escolha da burguesia norte-americana e, um jogo muito rasteiro para colocar alguém bem mais belicista, racista e opressor da classe trabalhadora que Donald Trump. Além disso tudo, Biden tem criticado os manifestantes e não tem denunciado a polícia de maneira nenhuma, apenas tem feito demagogia, como visitar uma das milhões de vítimas por violência policial, para sensibilizar a opinião pública.

Trump é um sintoma da podridão do capitalismo, Joe Biden é um dos agentes causadores do abismo social entre as classes nos Estados Unidos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas