Oriente Médio
Comboio militar dos EUA se deslocou em direção ao campo petrolífero de Al-Omar, na região de Al-Jazira, parte oriental da província síria de Deir ez-Zor
merlin_173184147_29627764-1dea-4170-aebe-32bd8bad8f38-mobileMasterAt3x
Tropas dos Estados Unidos operam ilegalmente em território sírio | Delil Souleiman/Agence France-Presse — Getty Images
merlin_173184147_29627764-1dea-4170-aebe-32bd8bad8f38-mobileMasterAt3x
Tropas dos Estados Unidos operam ilegalmente em território sírio | Delil Souleiman/Agence France-Presse — Getty Images

As Forças Armadas dos Estados Unidos enviaram um grande comboio com equipamentos, armas e materiais logísticos para uma base no campo petrolífero de Al-Omar, na região de Al-Jazira, na parte oriental da província síria de Deir ez-Zo. As informações são de fontes locais, divulgadas pela agências de notícias SANA.

O deslocamento tem por finalidade garantir a ocupação do campo petrolífero localizado na Síria por parte dos EUA. Isto é, os militares atuam para que os recursos naturais sírios sejam saqueados sistematicamente, contrariando inclusive o direito internacional e a soberania do país árabe.

Contingentes militares americanos permanecem em operação na região sudeste da Síria, controladas pelos separatistas curdos, aliados dos americanos. O governo sírio denuncia sistematicamente ante a comunidade internacional a violação de seu território. O comboio militar entrou na Síria através da fronteira com o Iraque.

O ex-presidente Donald Trump prometeu retirar as tropas americanas duas vezes, porém recuou e deixou um contingente militar pequeno por causa do petróleo.

O atual presidente Joe Biden mantém a política de intervenção e desestabilização da Síria. A fraseologia sobre a democracia serve como um pretexto para ocultar o verdadeiro interesse dos americanos, que é tomar os campos de petróleo e utilizá-los em seu favor.

O imperialismo coloca em prática uma política de rapina nos países atrasados. No caso da Síria, sua importância estratégica é a abundância do principal recurso natural do mundo moderno.

Desde o início da guerra na Síria, o imperialismo mundial, liderado pelos Estados Unidos, financia e treina grupos armados com vistas a derrubar o governo de Bashar Al-Assad.A intervenção se iniciou no período do governo Barack Obama, quando a Agência Central de Inteligência (CIA, sigla em inglês) passou a interferir declaradamente na política interna do país árabe.

Os Estados Unidos contam com o apoio de Israel em sua atuação na Síria. A intervenção dos russos e iranianos serviam como contraponto e desequilibraram a correlação entre as forças militares em favor do governo sírio.

É preciso reivindicar a retirada integral e imediata das tropas americanas da Síria, bem como do Iraque e Afeganistão. As bases militares espalhadas pela região devem ser desmontadas. Um dos principais alvos do imperialismo é o Irã, cuja população sofre com as sanções unilaterais impostas pelos Estados Unidos em virtude do programa de enriquecimento de urânio.

Relacionadas
Send this to a friend