HAMBURGUER_1
SHARE

Dia 18, nas ruas contra a PEC 32 e por Fora Bolsonaro

Anterior
Próximo

Imperialismo contra a Rússia.

Biden inicia novo cerco contra a Rússia através da Ucrânia

Desde 2014 os americanos vêm desestabilizando a região para atacar a Rússia.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Biden ataca Putin no conflito da Crimeia. – Foto: Reprodução.

Nesta semana, aumentou o conflito entre a Ucrânia e os separatistas apoiados pelos russos, quando estes posicionaram tropas ao longo da fronteira com a Ucrânia. As informações são do suspeito relatório de inteligência dos Estados Unidos.

A recente tensão na região começou no dia 26 de março, quando quatro soldados ucranianos morreram. Kiev (capital da Ucrânia) de imediato culpou a Rússia, que negou o ocorrido dizendo que os soldados foram mortos em decorrência da explosão de uma mina terrestre após eles inspecionarem um campo minado. Os relatórios americanos sobre a região acusam o aumento de tropas russas na fronteira. Mas os americanos são responsáveis pelo aumento da tensão entre Ucrânia e Rússia ao interferir no conflito, uma típica atitude imperialista.

A OTAN, braço armado do imperialismo americano, anda incomodada com o aumento de tropas, logo ela que que tem tropas desestabilizadoras em toda a região. O governo russo já afirmou que não aceitará interferências da OTAN nesse conflito, pois se isso acontecer tomará algumas medidas.

Os Estados Unidos, porém, continuam se intrometendo, pois o secretário de Estado Antony Blinken já ofereceu total apoio à Ucrânia em face de alguma agressão russa, assim como Llyod Austin, Secretário de Defesa, também mantém conversas de apoio à Ucrânia.

Desde 2014 acontecem conflitos entre a Ucrânia e os separatistas pró-Rússia, que instalaram governos em duas províncias da Ucrânia. O conflito se iniciou quando a Rússia anexou a Crimeia, uma área estratégica que dá acesso ao Mar Morto. A Crimeia realizou um referendo no ano de 2014 e 90% da população ficou a favor da reunificação com a Rússia. Kiev ficou contra e não assinou o acordo. Vladimir Putin, presidente da Rússia, enviou tropas e anexou a região. Os Estados Unidos e seus aliados, sentindo-se contrariados em seus interesses, impuseram várias sanções à Rússia. Desde o início do conflito em 2014 já são mais de 13 mil mortos.

Vladimir Putin considera que o ocidente traiu a Rússia ao expandir suas estruturas na região, em vez de ajudar a reconstrução econômica do país após o fim da União Soviética. Onze países ex-comunistas entraram para a União Europeia e 14 para a OTAN.

A escalada recente das tensões entre a Rússia e a Ucrânia tem o dedo do presidente Joe Biden, o “democrático” e “multilateralista”, pois o próprio já sinalizou que irá trabalhar para desestabilizar e atacar a Rússia. Biden é um presidente a serviço do imperialismo, muito mais competente em suas maldades do que o republicano Donald Trump.

Sob o comando na época do ex-presidente Barack Obama, um democrata que também serviu ao imperialismo, usando todas as máscaras identitárias da burguesia para intensificar as políticas imperiais, Biden, como vice-presidente de Obama, ajudou muito nessas políticas, as quais lhe deram bastante experiência para realizar o que em pouco tempo já vem realizando no mundo: guerras e ataques a todos os povos do globo.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.