Menu da Rede

Direita nos atos, uma manobra para eleger João Doria

Anterior
Próximo

Um triste fim

Berserk: Onde faltou tempo ao artista, não à arte

Após 32 anos de muito trabalho, faleceu o autor de Berserk, deixando milhões de fãs sem uma conclusão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Kentaro Miura e sua principal criação, Guts, protagonista de Berserk – Montagem. Reprodução

No último dia 20 de Maio, foi anunciada a morte de Kentaro Miura, conhecido pelo mangá Berserk, que conquistou os corações de fãs mundo afora por seu enredo, traço e principalmente, sua autenticidade. Kentaro veio a óbito no dia 6 de maio por conta de uma dissecção da artéria aorta.

Miura escrevia e ilustrava Berserk desde 1988, quando lançou o seu primeiro one-shot da história, que foi premiado pela Comi Manga School, escola em que ele estava matriculado. A partir do ano seguinte passaria a ter seus capítulos publicados intermitentemente, ora com periodicidade definida, ora indefinida. Os intervalos problemáticos sempre foram algo muito conhecido entre os fãs da história, mas que não tira o valor nem o apreço dos leitores que esperavam ansiosos pelo próximo capítulo da jornada extraordinária do protagonista Guts.

Berserk é conhecido por ser uma história de muita brutalidade, mas apesar de ser um dos elementos principais do enredo, a brutalidade vai muito além da física, algo muito presente nas ilustrações de Berserk, ela é ainda mais marcante no âmbito emocional, através de situações do enredo que poucos mangakás teriam a coragem de retratar, como os abusos sofridos por Guts na infância, que tem ilustrações bastante gráficas ou as atrocidades cometidas pelos seres sob controle de demônios, onde não se procurou suavizar cenas muito fortes de abusos e assassinatos que, diferente das porcarias artificiais que já fizeram uso desses artifícios de maneira cínica e comercial, em Berserk, são elementos que ajudam o leitor a compreender e adentrar a atmosfera obscura, envolvente e pesada do mangá.

A principal razão para os frequentes hiatos da história era o perfeccionismo de Miura. Seus desenhos foram essenciais para a construção da atmosfera macabra e sombria de Berserk, que serviu de inspiração para incontáveis trabalhos tanto no mundo do mangá, quanto no mundo dos jogos. A qualidade dos desenhos era tanta, que das adaptações para anime, nenhuma foi bem sucedida, em grande parte devido aos excepcionalmente detalhados desenhos de Berserk, que se tornam impraticáveis de reproduzir adequadamente em animação devido à dificuldade técnica. Claro que se houvesse um esforço incondicional nesse sentido seria mais que possível, mas sabemos que a dinamica do capitalismo não favorece a arte.

Infelizmente, Miura não viveu o suficiente para completar sua obra. Ele já revelou que a história estava em fase final, e que Guts, o protagonista da trama, teria um final feliz após todo o sofrimento que presenciamos ao longo desses 32 longos anos em que Berserk vem sendo publicado. Sendo assim, tudo o que podemos é especular sobre como seria a conclusão dessa fantástica obra de ficção, elaborada por um autor que não permitiu que os interesses dos capitalistas das editoras manchassem o legado dessa história com um final feito às pressas para agradar os calendários sufocantes da indústria de quadrinhos japonesa, famosa por prejudicar a qualidade dos enredos e arruinar a conclusão de grandes histórias.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.