Base militar: EUA colocaram Bolsonaro no governo para fazer do Brasil um quintal do imperialismo

base militar eua

Como parte do governo entreguista do presidente eleito pelo golpe, não é nenhuma novidade que Jair Bolsonaro, é um grande capacho dos EUA. Isso tem ficado ainda mais escancarado com as características que tem se definido em seu governo ilegítimo, bem como a mais recente pronúncia do mesmo, onde diz cogitar a instalação de uma base militar dos EUA no país.

Durante todo o processo eleitoral e como parte de sua campanha, Bolsonaro sempre fez uso da frase “Brasil acima de tudo” e se declarou o maior nacionalista e defensor da soberania nacional. Mas a bem da verdade, Bolsonaro representa tudo que é contra a soberania nacional e que representa inteiramente os interesses do imperialismo que é o mesmo que o empossou presidente do país para promover os ataques que vem promovendo desde a posse.

Seus objetivos são claros, quer entregar o Brasil diretamente nas mãos dos grandes capitalistas estrangeiros, donos de monopólios. Acabar com tudo que é público no país e entregar para a iniciativa privada. Quer transformar o país em um verdadeiro quintal para os EUA, desde recursos estratégicos do país, bem como todo o território nacional. Em entrevista, Bolsonaro afirmou que isto seria apenas mais uma medida dentro da ampla agenda que busca ter com o país norte-americano.

Ao mesmo tempo que o presidente golpista fala que deve-se prezar pela segurança e soberania, o mesmo vincula essa ação com a intervenção do imperialismo norte-americano, o principal responsável pelo ataque e massacre da soberania de países da America Latina.

É preciso ter clareza da ilegitimidade deste governo, e mobilizar toda a classe trabalhadora diante da luta contra o golpe e pela derrubada do governo de Jair Bolsonaro, que imediatamente já promove grande ataque contra os trabalhadores. Somente com a organização desses setores (trabalhadores e movimentos populares) será possível a derrota do golpe e por o governo que é sustentado por ele abaixo.