Barroso e Fachin, que prenderam Lula, são ministros da Lava Jato
Untitled-1
Barroso e Fachin, que prenderam Lula, são ministros da Lava Jato
Untitled-1

Da redação – Após o famoso “Aha, uhu, o Fachin é nosso”, lançado por Deltan Dallagnol, os novos vazamentos da Lava Jato comprovam que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin e Luis Roberto Barroso são ministros da Lava Jato.  Eles que prenderam Lula e foram os mais ferrenhos contra o ex-presidente sofriam influência de Deltan Dallagnol.

Segundo UOL, com objetivo de colocar Aras como PGR, “Deltan e Aras passaram a acelerar as articulações em fevereiro. No dia 19, o candidato pediu explicitamente a ajuda do coordenador da Lava Jato para ter acesso à cúpula do Judiciário: ‘Vc poderia me apresentar a Barroso e Fachin?’, questionou. ‘Preciso de aliados no STF’.”

“Essas mensagens foram enviadas à 0h49. Pela manhã, às 7h23, Deltan acena positivamente e se compromete a acompanhar Aras nos encontros em Brasília: ‘Prov em março vou prai pra dar uma aula magna em uma faculdade com o dia livre e marcamos c eles’.”

Desta forma, fica claro que a Lava Jato tinham seus ministros no STF. Ou seja, ao menos dois estariam comprometidos no Supremo para prender Lula. Juntando isso com o controle dos militares sobre o tribunal fica claro que Lula foi alvo de uma perseguição política. Por isso, é preciso libertá-lo.