Barroso ataca universidade pública

Barroso

O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, como bom golpista que é, foi a Londres e fez ataques à universidade pública brasileira. Barroso afirma que a universidade pública deveria procurar outras formas de financiamento além do estatal. Segundo ele, há uma “dependência do estado”, pois qualquer projeto depende do Estado.

Em outras palavras, o ministro, foi à Inglaterra (um país imperialista) para defender a privatização da universidade brasileira.

Trata-se de mais uma demonstração do nível de subserviência do judiciário golpista ao imperialismo. Os pronunciamentos de juízes como Moro – nos EUA- e Barroso – na Inglaterra – são demonstrações inequívocas de que o juízes brasileiros são verdadeiros capachos do imperialismo.

O ministro que condena o ensino público, apontando como se fosse um “parasitismo”, uma “dependência” do Estado e não fosse a Educação um dever do Estado e um direito de todo o povo é o mesmo que não vê problemas no fato que juízes que não trabalham recebam vencimentos de até meio milhão e auxílio-moradia de mais de R$ 4 mil, mesmo possuunido vários imóveis.