Altas chegam a 44%
Após receberem mais de R$1 trilhão dos cofres públicos com a chegada da crise, os bancos continuam elevando as taxas de juros mesmo com a baixa na taxa Selic.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
quais-bancos-sao-aceitos-em-caixas-24-horas-1600x800-c-center
Bancos continuam lucrando em meio a crise econômica | Foto: Reprodução

Os bancos continuam lucrando de todas as formas em meio a crise econômica e a pandemia. Após receberem mais de R$1 trilhão dos cofres públicos para “administrarem” as linhas de crédito para as empresas, um recente estudo feito pela Capital Empreendedor, com base em dados do Banco Central, constatou que os juros tem aumentado neste período, mesmo com a baixa na taxa Selic para 2,25%. Algumas linhas de crédito chegam a um aumento de 44%, no período entre o meio de março e o fim de maio.

Este aumento das taxas de juros e a demora para a liberação dos créditos (o atraso foi de 90 dias desde o começo da pandemia) impactam principalmente os micros e pequenos empresários, que ficam sem condições de continuarem com suas atividades. As ações dos bancos são apenas o reflexo das políticas neoliberais do ministro da Economia Paulo Guedes, que já declarou que o governo deveria se preocupar em salvar grandes empresas, pois gastar dinheiro com micros e pequenos empresários era dinheiro jogado fora, ou seja, o governo estaria disposto a trabalhar apenas para os grandes bancos e os grandes capitalistas, que continuam lucrando e explorando os trabalhadores e o Estado em meio a crise econômica.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas