Banco Santander: persistem os graves problemas na agência Núcleo Bandeirante, em Brasília, por falta de pessoal

filas-de-banco

A agência do Núcleo Bandeirante do Banco Santander é alvo sistemático de denúncias, tanto dos clientes quanto dos funcionários por motivo de falta de funcionários.

Não é de hoje que os clientes da agência do Banco Santander, localizada no Núcleo Bandeirante, cidades satélites da Capital Federal, reclamam sobre o atendimento da agência.

Este Diário já vem denunciando seguidas vezes a política dos banqueiros golpistas de reestruturação nas dependências do banco ocasionando demissão em massa de funcionários. O resultado de tal política é a superlotação das agências por falta de pessoal e consequentemente o aumento do número de reclamação tanto dos clientes, que chegam a passar três horas na fila para serem atendidos, quanto dos funcionários com a sobrecarga de trabalho.

As reclamações, que estão sendo feitas pelos clientes aos órgãos de defesa do consumidor, não são suficientes para sensibilizar os carrascos, puxa saco dos patrões, que estão à frente nas gerencias das agências.

Desta vez, a reclamação na agência acima citada é a falta de dinheiro nos terminais eletrônicos nos finais de semana, as filas para retirar a senha de atendimento, que é gigantesca tanto para os clientes quanto para os preferenciais, isso sem falar na demora nas filas de atendimento que já se tornou um caso crônico.

É necessário ter claro que a política dos banqueiros, no atual processo de golpe em que o país vive (os banqueiros foram um dos maiores financiadores do golpe), é de uma maior ofensiva da direita golpista contra os trabalhadores e a população em geral para, no caso os banqueiros, para aumentar ainda mais a exploração para beneficiar meia dúzia de capitalistas parasitas que vivem às custas do trabalho alheio