Política de demissões
O fim do contrato entre BB e CEF além de prejudicar milhões de brasileiros abre a possibilidade de demissão em massa na categoria bancária
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Caixa_BB_Logos
BB/CEF | Foto: Reprodução

Os golpistas da direção do Banco do Brasil determinou que, a partir da última quarta-feira (19), a proibição, com o fim do contrato, da utilização das casas lotéricas e dos terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal para seus clientes.

A determinação reacionária do banco irá prejudicar os mais de 70 milhões de clientes que, não poderão mais realizar saques, depósitos, transferências, pagar boletos, solicitar extratos bancários, etc. O Banco do Brasil, que hoje conta com mais de 5,4 mil agências no país, com a nova determinação deixará de ter como possibilidade de atendimento 13 mil casas lotéricas em todo país, sem falar nos milhares de terminais de autoatendimento da Caixa Econômica.

A medida, que irá prejudicar milhões de brasileiros, teve como justificativa esfarrapada da direção do banco, o reajuste dos preços dos serviços feito pela Caixa, justificativa que não tem base de sustentação quando o Banco do Brasil e Caixa Econômica são bancos controlados pelo próprio governo federal e tal acordo se mantinha desde 2005 e, segundo informações o reajuste proposto pela Caixa é o índice estratosférico de 150%.

Para a Contraf-Cut (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), conforme declaração do seu secretário-geral, Gustavo Tabatinga Júnior, “o que há por detrás disso é algo muito maior e prejudicial, tanto aos clientes dos dois bancos como para os trabalhadores e trabalhadoras dessas instituições.

A decisão do BB, afirma o dirigente, nada mais é do que uma forma de incentivar o uso do PIX- novo tipo de transferência entre contas que passou a vigorar na última segunda-feira (16),  para acabar com o atendimento presencial nos bancos, e com isso provocar demissões de trabalhadores. ‘As datas de funcionamento do PIX e o fim do contrato para o uso das lotéricas não são meras coincidências. O PIX começou a funcionar na segunda e hoje [quarta] acaba o convênio com a CEF. O que temos visto é o Banco do Brasil incentivar o uso do PIX em detrimento do atendimento presencial’”. (Site Cut 18/11/2020)

Há por parte dos banqueiros – não podemos deixar de ressaltar que o atual governo é fruto de um golpe de Estado financiado pelos banqueiros nacionais e internacionais- substituir o trabalhador bancários, seja por mão de obra mais barata, tais como os terceirizados, seja estimulando os clientes migrarem para o atendimento digital (o Pix é uma dessas plataformas) e, não é por acaso, que os bancos estão fechado milhares de agências, postos de serviços e dependências administrativas demitindo em massa os bancários.

A determinação do BB, de acabar com o contrato de atendimento com a Caixa, é parte da política dos banqueiros e seus governos em pavimentar o caminho de, através de uma maior miséria da categoria bancária, aumentar o lucro de uma minoria parasitária que vive à custa da superexploração da classe trabalhadora e de toda a população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas