Crise geral do capitalismo
Banco Central Europeu destinará cerca de 1,7 trilhões de euros para pagar ativos e dívidas públicas, enquanto povo fica desempregado, passando necessidade e morrendo de doença
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
md-uniao-europeira-imperio-795x447 (2)
Sede da união Europeia | Foto: Reprodução

O Banco Central Europeu (BCE) expandiu os programas de compra de ativos e dívidas públicas que está utilizando para impedir o desmoronamento do capitalismo na Europa. O programa PEPP que já possuía um gasto do BCE de 750 bilhões de euros, foi aumentado em 600 bilhões. Além do PEPP, também é utilizado o programa APP, que conta com cerca de 360 bilhões de euros.

Além disso, o prazo final para o PEPP foi adiado para junho de 2021, com o adendo de que ainda poderá continuar sendo usado caso a pandemia não tenha passado.

Enquanto isso, milhares de pessoas morrem na Europa de COVID-19, milhares ficam desempregados (mesmo com a possibilidade de se suspender os contratos de trabalho, como no Brasil) e muitos estão chegando a passar fome. Não há quase nenhum gasto para se ajudar essas pessoas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas