Mais privatizações
Bahia: Prefeitura de Porto Seguro quer privatizar as ruas
Empresa de zona azul se apropria do bem público para tirar mais dinheiro da população
zonaazul
Mais privatizações
Bahia: Prefeitura de Porto Seguro quer privatizar as ruas
Empresa de zona azul se apropria do bem público para tirar mais dinheiro da população
Fiscais de zona azul colocando notificações. Fonte: JOJÔnotícias.
zonaazul
Fiscais de zona azul colocando notificações. Fonte: JOJÔnotícias.

A prefeitura de Porto Seguro (BA) quer privatizar as ruas e entregá-las ao capital privado. A empresa Palmas Estacionamento Rotativo LTDA fechou um contrato para administrar os estacionamentos rotativos de curta duração (conhecidos também como zona azul), instalados em vias, logradouros e áreas públicas no município até o ano de 2029. A estimativa é de que, nesse prazo de dez anos, a empresa consiga vampirizar 90 milhões de reais da população.

A privatização dos espaços públicos e das ruas das cidades não significarão melhoras nas estruturas e no serviço de estacionamento. Trata-se apenas de uma apropriação de espaço físico comum a todos, que resultará em um ataque aos usuários das vias públicas, visando arrancar uma quantia exorbitante de dinheiro da população e repassá-la às empresas privadas. O contrato foi fechado pelo valor de R$ 2.621.000,00 (dois milhões e seiscentos e vinte e um mil reais), enquanto o faturamento está previsto para cerca de R$ 90.000.000,00 (noventa milhões de reais), totalizando um lucro esperado de aproximadamente 87 milhões de reais, obtidos direto do bolso dos cidadãos.

A empresa já atua em outras cidades do país e quer ampliar ainda mais a sua exploração,sendo agora os habitantes de Porto Seguro o seu novo alvo, o que demonstra também que o cenário político entreguista está facilitando este tipo de ação. Para reverter este quadro de apropriação do patrimônio público, devemos mobilizar a população para barrar as privatizações e frear o golpe de estado.