Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Durante as manifestações contra a reforma da previdencia convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) na cidade de Camaçari,  na região metropolitana de Salvador, Bahia, policiais militares atiraram contra os manifestantes.

Durante o protesto, na madrugada na Via Parafuso, manifestantes foram atacados por policiais militares que atiraram com balas de borracha e também armas letais. O carro de som (uma Kombi branca) foi atingido durante protesto, fato que causou muito pânico entre os manifestantes.

Participavam do ato, organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química, Petroquímica, Plástica, Farmacêutica do Estado da Bahia (Sindiquimica);  Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindpetro) e Sindicato dos Professores e Professoras da Rede Pública Municipal de Camaçari (Sispec).

Essa é uma amostra do quem vem pela frente para as manifestações e para o movimento sindical após o golpe. Maior repressão e estímulo a ações mais violentas e com uso de armas letais.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas