Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
despejo itaberaba
|

Da redação – Nesta sexta-feira (26) pistoleiros invadiram o acampamento Olga Benário, no município de Itaberaba, na Bahia, e dispararam tiros contra as famílias acampadas. O coletivo de comunicação do MST na Bahia informou que mais de 20 tiros atingiram o acampamento e não há informações sobre feridos.

As famílias relataram a situação de medo e desespero diante dos ataques dos pistoleiros. “Os tiros passavam por cima dos barracos de lona causando medo nas famílias. Foi terrível”, disse um dos acampados.

O acampamento Olga Benário já tinha sofrido despejo violento realizado pelos policiais que cumpriam a reintegração de posse e acamparam num local próximo à área de despejo. Os trabalhadores sem-terra relatam que foram levados à delegacia de forma arbitrária. “Fizeram perguntas sobre pessoas que não eram do MST e que não conhecíamos. Ao não encontrar tais pessoas, levaram aleatoriamente alguns trabalhadores do campo para a delegacia”, denunciam os trabalhadores.

A ação violenta dos pistoleiros e policiais a mando de latifundiários locais mostra que mesmo os trabalhadores sem-terra agindo de maneira pacífica, sem enfrentamento e seguindo as decisões judiciais, não param as arbitrariedades e os métodos de intimidação.

Fica claro que é necessário enfrentar a ofensiva dos latifundiários bolsonaristas e da polícia para barrar esse avanço. Também está na ordem do dia a formação de comitês de autodefesa para garantir a segurança das famílias diante desse quadro de violência.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas