Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
arquivos_noticias_2016_mai_pm sp1
|

No dia 27 de dezembro, o ativista contra a repressão policial Pedro Henrique Souza teve sua casa invadida por três homens encapuzados, na cidade de Tucano (Bahia). Eles lhe deram voz de prisão, o renderam e executaram com dois tiros .

O caso foi noticiado pelo portal Mídia 1508 no último dia 12. Segundo o veículo, após cair na cama com os dois tiros recebidos, Pedro ainda foi alvejado por outros disparos, na cabeça. Os homens também roubaram seu celular e fugiram de carro.

De acordo com o portal, Pedro era ativista dos direitos humanos e há anos denunciava a repressão da polícia, tendo sofrido uma série de represálias por suas denúncias. Em 2012 ele já havia sido agredido por policiais, tendo entrado na justiça contra eles mas, como o judiciário tem como uma de suas especialidades acobertar outros órgãos de repressão do regime, nada aconteceu.

O Mídia 1508 cita o Atlas da Violência 2018, que revela que a polícia da Bahia é a terceira que mais mata no Brasil. Segundo dados de 2016, a repressão do estado matou 457 pessoas e a taxa de homicídios cresceu 97,8% nos últimos dez anos.

A Polícia, não só a baiana mas a de todo o Brasil (e em todos os países capitalistas) é um órgão de extermínio do povo negro e pobre, trabalhador, a serviço dos interesses da burguesia, a fim de proteger a sua propriedade e seu regime de exploração. Por isso, os trabalhadores e a população explorada devem lutar pela extinção da polícia e, em seu lugar, colocar milícias operárias para organizar a segurança dos trabalhadores. Para que isso ocorra, os trabalhadores devem organizar comitês de autodefesa e lutar pela legalização do porte de armas, não apenas da posse, uma vez que, na prática, isso não atende aos plenos interesses do povo oprimido.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas