Polícia aumenta opressão.
BA: 98,8% dos presos em flagrante na capital são negros e pobres
Após o golpe de Estado de 2016, a polícia tem contado com a benevolência do Estado para aumentar a opressão ao povo pobre e negro.
Polícia Militar da Bahia intensifica Blitz
Polícia aumenta opressão.
BA: 98,8% dos presos em flagrante na capital são negros e pobres
Após o golpe de Estado de 2016, a polícia tem contado com a benevolência do Estado para aumentar a opressão ao povo pobre e negro.
PM da Bahia abordando um negro.
Polícia Militar da Bahia intensifica Blitz
PM da Bahia abordando um negro.

Para a burguesia e seus cães de guarda, o crime tem cor e endereço. Quando se trata de abordagens, revistas e, sobretudo, oprimir a população, a polícia serve à burguesia como o capataz servira a seu senhor: castigo e opressão aos que podem se insurgir contra a ordem vigente. Na primeira capital do Brasil, a situação não poderia ser diferente. Em Salvador, 98,8% dos presos em flagrante são pobres e negros.

Após relatório feito pela Defensoria Pública do Estado da Bahia, constatou-se que os autuados pela política seguem sempre um perfil: são homens negros jovens e de baixa renda. De acordo com os dado coletados entre setembro de 2015 e dezembro de 2018, durante os 1.128 dias de acompanhamento foram registrados 17.793 flagrantes, sendo que deste total 16.757 eram homens e 1025 mulheres, informou Lucas Ressurreição, assessor do Gabinete.

Segundo o estudo quase a totalidade dos casos envolve a população negra (98,8%) e, com efeito, deste montante pode-se depreender que pretos e pardos, homens (94%); jovens (68,3%), com até o ensino fundamental (54,6%); com renda até dois salários mínimos (98,7%), compõem o alvo principal das investidas policiais.

É importante salientar que a política de perseguição ao povo pobre e negro – recrudesceu após o golpe de Estado de 2016 – favorecendo à política de genocídio e de opressão à população. Com a entrada de Bolsonaro (PSL), o conjunto das atrocidades cometidas pela polícia só tem aumentado, dando mostras claras de um regime com grande inclinação fascista. Somente a derrubada do governo será capaz de mudar a correlação de forças e acabar com a opressão diária sofrida pela população negra e pobre.