Ásia
Ministério da Defesa do Azerbaijão afirmou que sua república autônoma de Nakhichevan foi alvo de ataque de foguetes lançado por militares armênios
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
EkcR4W1WMAEBtWM
Destroços do suposto foguete | Foto: Reprodução

O ataque com foguetes teria ocorrido ontem (15) às 10h44 (3h44 no horário de Brasília) a partir do território de Gubadlinsky, que, segundo a Defesa azeri, é ocupada por forças armênias.

Imagens divulgadas no Twitter e em publicação do Ministério da Defesa do Azerbaijão mostram o que seriam estilhaços de foguetes.

Esperamos informação oficial do Ministério da Defesa do Azerbaijão [mais tarde a Defesa azeri confirmou a veracidade das imagens e da informação]

Ainda segundo o Azerbaijão, o suposto ataque armênio não provocou feridos ou danos materiais. Por sua vez, a Armênia negou ter lançado tal ataque.

Conflito em Nagorno-Karabakh

Desde 27 de setembro deste ano, a região de Nagorno-Karabakh tem sido alvo de confrontos entre forças da autoproclamada república, tropas armênias e forças do Azerbaijão.

Ontem, em entrevista ao diretor-geral da agência Rossiya Segodnya, Dmitry Kiselev, o presidente azeri, Ilham Aliev, disse que seu país não irá aceitar a independência de Nagorno-Karabakh, cuja maioria da população é armênia.

Por sua vez, a Armênia, nas palavras de seu primeiro-ministro Nikol Pashinyan, defende a autodeterminação do povo do território em litígio.

Os combates têm continuado após um cessar-fogo ter entrado em vigor no último dia 10, após ser aprovado por ambas as partes na véspera (9).

Ambos os lados trocam acusações mútuas de terem violado o cessar-fogo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas