Entreguismo à vista
Entre os pontos a se examinar, consta a autonomia do Banco Central e o projeto de lei que prevê a liberalização do mercado de gás.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
consultor-do-senado
Senado Federal, DF | Reprodução

Nesta segunda-feira, 19, os líderes do Senado resolveram que serão votados 4 projetos a partir de quinta-feira, 22, caso não haja outra sessão do Congresso. Entre os pontos a se examinar, consta a autonomia do Banco Central e o projeto de lei que prevê a liberalização do mercado de gás.

“São 4 matérias que estão definidas pelos líderes para votar. PL do Gás, as operações compromissadas, e Banco Central e concessões ferroviárias”, afirmou o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

Vale salientar que a chamada Nova Lei do Gás, cuja aprovação já fora realizada na Câmara, muda completamente as regras no que tange o mercado de gás natural no Brasil. O objetivo da PL é quebrar o monopólio da Petrobras, e atender aos grandes capitalistas internacionais, entregando mais uma fatia da economia nacional para os imperialistas exploradores das riquezas nacionais.

Outro ponto importante para a economia brasileira é quanto a autonomia do Banco Central. Um dos pontos cruciais do projeto é acerca da autonomia à autoridade monetária (já aprovada pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado), onde o presidente do BC só poderá ser demitido se o Conselho Monetário Nacional pedir e o pedido for aprovado pelos senadores. Dessa forma, a marionete dos banqueiros terá carta branca para rifar a economia nacional, sem o perigo de ser rifado do cargo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas