Aumentam os casos de Leptospirose em Pernambuco

leptosp

Recentemente, foi inaugurado um presídio de segurança máxima na Mata Setentrional pernambucana. Com “investimento” de bilhões de reais, a construção do presídio é uma demonstração clara de quais são os interesses do golpistas para com a população: impedir o acesso a uma vida digna e trancafiar todos os que não colaborarem ordeiramente com o regime.

A construção do presídio ocorreu em um período em que toda a imprensa burguesa só fala em “corte de gastos” e em que foi aprovada a PEC 55, que congelou os gastos públicos durante 20 anos. Nesse mesmo período, milhões de brasileiros foram vítimas do descaso dos golpistas: falta de saneamento, desemprego, falta de energia elétrica etc.

Em Pernambuco, muitos foram os casos em que os trabalhadores foram tratados como lixo. Mais recentemente, as cheias causadas pela infraestrutura precária construída pelos golpistas e agravada pela falta de assistência às vítimas transtornaram os trabalhadores de vários locais, em especial na cidade de Bodocó.

As cheias, além de destruir as casas de muitas pessoas e impedirem o seu trânsito, também foram responsáveis pelo aumento de algumas doenças. Uma delas é a leptospirose, que é causada pelo contato humano com a urina do rato, frequentemente presente em águas empoçadas e nas cheias. Não por acaso, o número de pessoas com leptospirose aumentou significativamente no Estado de Pernambuco.

O aumento dos casos de leptospirose mostram o total desprezo dos golpistas pela população. Por isso, é necessário mobilizar os trabalhadores e os setores democráticos, populares e de esquerda para enfrentar a burguesia, exigindo a anulação do impeachment, liberdade para Lula e a anulação de todas as medidas do governo golpista.