Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Birds fly past a road-and-rail bridge, which is constructed to connect the Russian mainland with the Crimean peninsula, at sunrise in the Kerch Strait, Crimea
|

Da redação – Com os recentes conflitos entre Rússia e Ucrânia, as tensões entre o imperialismo e o maior país do mundo aumentaram.

Os Ucranianos circularam em águas russas (no estreito de Kerch) como forma de provocar o país, e receberam um aviso dos russos, que atacaram os barcos e prenderam os marinheiros que ali estavam presentes.

A provocação veio claramente do governo ucraniano, que é controlado pelo imperialismo norte-americano e europeu – que tem em seus principais pilares a França e a Alemanha.

Dessa forma, os dois chefes de estados dos tais países, Emmanuel Macron e Angela Merkel, “denunciaram” a Rússia por ter prendido 24 marinheiros que cruzaram ilegalmente a fronteira do país.

A pressão contra a Rússia, entretanto, não é simplesmente para que libertem os marinheiros invasores, mas também para que cedam as águas no estreito de Kerch – muito importante do ponto de vista da estratégia para os russos.

“Nós exigimos trânsito seguro, livre e desimpedido para todos os navios através do estreito de Kerch”, disseram os regimes alemão e francês.

O “trânsito seguro, livre e desimpedido” é na verdade liberar para que o imperialismo seja “desimpedido” de atuar dentro da região e atacar ainda mais a Rússia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas