Aumenta número de pobres na França: resultado da desigualdade social

FRANCE-HOMELESS

Da redação – Aumentou o número de pobres na França da última década. O aumento foi de 628 mil pessoas, conforme relatório do Observatório das Desigualdades dedicado à pobreza, apresentado nesta quinta-feira (11).

No ano de 2006 a França possuía 4,4 milhões de pessoas pobres e em 2016 esse número passou para 5 milhões, o que significou uma aumento de 0,7%. O estudo revela que 7,6% da população declarou não poder adquirir um segundo par de sapatos, e 4,8 milhões de pessoas tiveram que recorrer a ajuda alimentar. Ao mesmo tempo que a pobreza aumentou a riqueza nacional aumentou cerca de 7%. Isso é resultado da má distribuição de renda, afirmou o presidente do Observatório de Desigualdades, Noam Leandri.

De acordo com a pesquisa, o quadro estava melhor à partir de 2012, quando iniciou uma redução no contingente de pobres que nos cinco anos seguintes foram reduzidos em 106 mil.

De acordo com o diretor do Observatório, Louis Maurin, o “plano contra a pobreza” feito por Emmanuel Macron, recebeu 8 bilhões de euros em quatro anos, não está à altura e não resolve o problema. De acordo com ele, seria preciso investir na luta contra o desemprego e precariedade laboral e oferecer respostas concretas em relação à saúde, educação e moradia para evitar a desagregação social.