Aumenta a conta de luz e os endividados no Rio de Janeiro

rio-de-janeiro-light-night-widescreen-wallpaper

Além de ter de aguentar a repressão e a política fascista do atual governador Wilson Witzel, os cariocas e fluminenses tem de enfrentar agora um aumento nas contas de luz. Os clientes da Light terão de pagar um aumento de 11,52% no valor das tarifas para as residências, enquanto os consumidores da Enel Rio (antiga Ampla) ficarão com uma alta de 9,72% no valor das contas de luz, em média.

A deliberação do aumento das contas de luz por parte da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) veio imediatamente após a publicação de um estudo feito pela Fecomércio-RJ, que apontava que 60,7% dos cariocas encontram-se endividados. O grande problema desta medida é que haverá um aumento ainda maior no número de endividados e inadimplentes, uma vez que muitos dos habitantes do estado do Rio de Janeiro já possuem uma dificuldade enorme de manter suas contas em dia, segundo análise de perfil de clientes feita por serviços de cobranças e proteção de crédito que atuam na cidade e estado.

A determinação da Aneel é uma demonstração de atrevimento, petulância e extorsão por parte dos monopólios imperialistas que comandam o fornecimento de energia elétrica para toda a população do estado do Rio de Janeiro, além de revelar que as chamadas “agências reguladoras” não regulam nada, apenas servem aos interesses vampirescos de empresas privadas. Para reverter este abuso, é preciso parar o golpe de estado, intensificar a mobilização popular nas ruas, pedir fora Witzel e a derrubada do governo de Jair Bolsonaro.