Judiciário
“Quem disse que foi posto fim à Lava-Jato? Isso não é verdade”, afirmou o procurador-geral da República.

Por: Redação do Diário Causa Operária

Nesta quarta-feira (3), o procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou à imprensa que a lava-jato, na verdade, apenas mudou de nome. A equipe de procuradores anunciou no último dia 1º que foi dissolvida. Quando perguntado por repórteres, ao fim da sessão que abriu o Congresso Nacional, Aras negou: “Quem disse que foi posto fim à Lava-Jato? Isso não é verdade”.

“A verdade é que os Gaecos institucionalizam as atividades das forças-tarefas, que não tinham nenhuma institucionalidade. As forças-tarefas continuam no modelo institucional de Lava Jato, onde os membros são os mesmos, com garantias, inclusive, de mandato de biênio, onde existem projetos de início, meio e fim”, afirmou Augusto Aras.

Send this to a friend