Atriz é atacada por bolsonarista: “ainda bem que ele ganhou, assim podemos matar esses negros fedidos”

naom_5a4cbdd61a404

A vitória por meio da fraude do candidato da extrema-direita, Jair Bolsonaro, impulsionou a ideologia racista e anti-povo da extrema-direita. Logo após o término da votação no domingo, os apoiadores do candidato fascista já saíram as ruas para atacar a população. Um dos principais alvos são os setores mais oprimidos da sociedade, como os negros. Um exemplo desse fato, foi o que aconteceu com a atriz Eirka Januza, que é negra, e foi alvo de ataque em uma rede social logo após a vitória de Bolsonaro. A sua foto foi compartilhada em uma página e uma internauta comentou chamando a atriz de feia e fedida e declarando que agora “podemos matar esses negros fedidos”.

A declaração, somada a inúmeros ataques aos negros ocorridos nas últimas semanas, como a morte do mestre de capoeira Moa de Katênde, morto pelas mãos de um bolsonarista com 12 facadas, deixam claro que a extrema-direita não esta para brincadeira. A corja fascista está organizada para agir com total violência contra os negros, as mulheres, os trabalhadores de um modo geral.

Contra essa ofensiva é necessário organizar de maneira imediata os comitês de luta contra o golpe, assim como os comitês de auto-defesa. É preciso reagir e enfrentar a direita pelos meios que forem necessários. Somente a organização popular poderá impor uma verdadeira derrota ao fascismo e todos os golpistas