Menu da Rede

Bolsonaro feminista?

Polarizar

Atos vermelhos liquidam a “terceira via” da burguesia

É preciso jogar uma pá de cal sobre o caixão da direita golpista

Atos foram vermelhos e precisam ser ainda mais – Foto: Mídia Ninja

Há uma forte tendência à mobilização. Ela foi expressa nitidamente nos grandes atos por Fora Bolsonaro, vacinação para todos e auxílio emergencial digno que levaram centenas de milhares às ruas do País no último sábado (19).

Já se começa a perceber uma presença maior de membros da classe operária, mesmo sem grande convocação por parte dos sindicatos. Muitos trabalhadores da periferia estiveram presentes, demonstrando que querem participar e ser protagonistas.

É preciso levar a convocação dos próximos atos para os bairros operários e para dentro dos sindicatos, com agitações nas portas de fábricas e assembleias debatendo sobre as manifestações.

Uma parcela da esquerda vem dizendo que é preciso se aliar ao chamado “centro democrático” (PSDB, DEM, MDB, PDT, PSB) para unir forças contra Bolsonaro. Mas as manifestações deixaram a pergunta: qual o papel desses “aliados” na luta concreta por Fora Bolsonaro? As bandeiras de alguns desses partidos que apareceram isoladamente em alguns desses atos servem apenas para confundir e sabotar as manifestações, para que a direita acabe com o movimento. Porque esses partidos e políticos não movem uma palha sequer para mobilizar o povo. Não havia Rodrigo Maia, FHC, Ciro Gomes nos atos. Nem queremos! O povo sabe que eles não são seus aliados, mas sim seus inimigos.

Os atos demonstraram que o povo repudia categoricamente a pretensão da direita e da burguesia em dirigir o País. A burguesia quer um candidato alternativo a Bolsonaro, mas onde está a popularidade desse candidato?

Quem saiu às ruas foi a esquerda. Os atos demonstraram a ficção que é o centro político, do ponto de vista do apoio popular. De um lado, Bolsonaro consegue, com todo o aparato governamental e as bases fascistas, levar alguns milhares às ruas em suas manifestações. De outro, encontra como contraponto as centenas de milhares de manifestantes nos atos da esquerda. Onde estão os apoiadores do centrão? Não há manifestações de partidários de Doria, de Maia, de Ciro. Porque não têm apoio popular.

A direita tradicional não chama uma manifestação dela porque ela não tem mais base social. Os atos seriam uma vergonha histórica. Os coxinhatos pelo impeachment de Dilma, última expressão de poder da direita (embora com todo o dinheiro e aparelho estatal) foram todos canalizados por Bolsonaro.

O cenário de manifestações mostra uma vez mais que o País está dividido entre a esquerda e a extrema-direita (esta última, apoiada inclusive por uma boa parte da direita).

É justamente por isso que a burguesia tenta, ainda de maneira um tanto inglória, inserir nas manifestações uma política direitista, trocando o Fora Bolsonaro pelo impeachment, as reivindicações populares concretas de vacina, auxílio e emprego por idiotices abstratas como “ciência” versus “negacionismo” e, acima de tudo, a famigerada bandeira do Brasil com suas cores verde e amarela bolsonaristas.

Isso é acompanhado da propaganda da imprensa burguesa que diz que a esquerda está dominando os atos, o que favoreceria Bolsonaro. Uma tentativa de manobrar para, ao mesmo tempo em que controla o movimento, enfraquece a esquerda e tenta ressuscitar as múmias do centrão.

É preciso colocar uma pá de cal sobre o caixão da direita. Imediatamente, convocar um novo ato, em que todos os partidos da esquerda levem suas bandeiras, bandeiras vermelhas – nada de verde e amarelo! Levem suas faixas vermelhas com as reivindicações concretas do povo, vão uniformizados como militantes partidários de esquerda, dos movimentos populares como o MST e a CMP, com os coletes vermelhos da CUT.

Nada de “terceira via”. Isso é uma cilada da direita golpista. Lutar por uma saída dos trabalhadores, que eleitoralmente é expressa somente pela candidatura do ex-presidente Lula. Radicalizar e corar os atos de vermelho, a cor da luta dos trabalhadores.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.