Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O dia 8 de março, dia internacional da mulher trabalhadora, será uma oportunidade para a realização de várias marchas e manifestações em todo o País contra o golpe. Em várias capitais e cidades do país estão sendo organizadas manifestações onde os movimentos de mulheres irão denunciar o golpe de estado ocorrido no Brasil em 2016, bem como denunciar as arbitrariedades desse regime golpista.

Importante lembrar que essa data foi estabelecida pelas organizações operárias e revolucionárias, não tem nada a ver com a ONU ou coisa parecida. A luta da mulher, portanto, é por conquistas reais. Nesse dia, logicamente haverá tentativas de se fazer manifestações difusas, aumentar essa dispersão que existe. Porém, a importância e gravidade da situação política exigirá do movimento das mulheres coerência e sintonia com a pauta mais urgente do momento: a luta contra o golpe. Derrotar esse setor reacionário é parte fundamental da luta das mulheres.

A situação das mulheres só piora depois do golpe. A lista de ataques às mulheres é quilométrica. Vai de acabar com a licença maternidade, perseguir a mulher que aborta, etc. O golpe não foi apenas a retirada da Dilma, foi uma ofensiva gigantesca da direita em todas as instituições. Ele representa a perseguição à esquerda, o aumento dos assassinatos na periferia e no campo, a quebra de direitos democráticos, um ataque à cultura popular e um ataque aos direitos das mulheres, dos negros e dos LGBTs.

A mobilização das mulheres é urgente. Sendo assim, o Coletivo de Mulheres Rosa Luxemburgo, do PCO, convoca todas as trabalhadoras para participar do 8 de março, que ocorrerá em diversas capitais. O PCO, juntamente com militantes dos comitês de luta contra o golpe e pela anulação do impeachment estão organizando um grande bloco contra o golpe, em defesa da mulher trabalhadora e pela volta da primeira mulher eleita presidenta, derubada por meio d eum impeachment fraudulento. Nos atos também será exigido o restabelecimento da legalidade política, o fim da intervenção militar no Rio de Janeiro e o fim da perseguição ao ex-presidente Lula.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas