Menu da Rede

Nordeste saiu às ruas pelo fora Bolsonaro

Dia de luta

Vermelho derrota o verde e amarelo nos atos do Centro-Oeste

O Centro Oeste não é terra de latifundiário, é terra de Fora Bolsonaro e de Lula presidente!

Ato em Brasília – Foto: Diário Causa Operária

Publicidade

Veja como foram as manifestações pelo Fora Bolsonaro do dia 19 de junho no Centro Oeste, com relatos, fotos e vídeos exclusivos coletados pelo Diário da Causa Operária e pela militância do PCO. 

Distrito Federal

Brasília

WhatsApp Image 2021 06 19 at 16.35.40

O ato na capital começou às 9hrs no Museu Nacional. Dentre os participantes, ficou nítido que a política vermelha, ou seja, a política dos trabalhadores contra Bolsonaro e por Lula presidente imperou na manifestação. Por outro lado, o ato foi menor do que o anterior e recheado de manobras das direções da esquerda para boicotar a mobilização.

O Bloco Vermelho, organizado pelo PCO e pelos Comitês de Luta, saiu da Praça Zumbi dos Palmares em direção à concentração do ato. Ele foi, sem dúvidas, o bloco mais organizado e com a maior presença no ato. Dirigido pela bateria Zumbi dos Palmares, o bloco agrupou o setor mais combativo da manifestação, e, inclusive, outras baterias e outros companheiros durante a passeata. O Bloco Vermelho também vendeu centenas de Jornais da Causa Operária e distribuiu milhares de panfletos por Vacina, Auxílio e Fora Bolsonaro.

O verde, o amarelo, o azul e o branco foram praticamente inexistentes na manifestação quando comparados aos companheiros com camisas e bandeiras vermelhas. Vale destacar também, a presença de centenas de indígenas que ocupam a Esplanada. Ou seja, a manifestação desta vez apresentou um caráter ainda mais combativo, mas esse caráter foi apenas das bases e das massas que participaram.

As direções desde a organização do ato se mostraram contrárias a fortalecer a mobilização. Na própria reunião de organização do ato, que aconteceu na última quinta-feira, o PCO foi proibido de participar. Sindicatos que sempre contribuem com a atividade partidária nessas datas, deixaram de contribuir. 

Já durante a manifestação, os partidos tiveram direito de falar por apenas 2 minutos, enquanto as mesmas pessoas, partidárias, falavam em nome de diversas organizações e repetiam seus discursos. A mesma esquerda organizou também uma carreata no centro da cidade que começou às 8hrs, praticamente no mesmo horário, a qual, em grande medida, se mostrou como uma oposição ao ato e a manifestação na rua. 

Goiás

Goiânia

Goiania

Manifestantes goianos também caminharam cerca de 3km em protesto pelo Fora Bolsonaro, na manhã deste sábado (19). O protesto começou por volta das 9h30 e durou cerca de três horas. 

Os participantes saíram a pé da Praça Cívica em direção à região da Rua 44, no Centro da capital. Movimentos sociais, centrais sindicais e partidos políticos como o PCO estiveram presentes para defender a derrubada do governo golpista, a vacinação e um verdadeiro auxílio. 

Anápolis

Em Anápolis, os manifestantes também se reuniram por volta das 10h na Praça do Ancião, depois seguiram a pé até a Praça Americano do Brasil em manifesto contra o governo ilegítimo.

De acordo com a presidente da Central Únicas dos Trabalhadores em Goiás (CUT-GO), Bia de Lima, houve manifestações em 14 municípios goianos. “Desta vez, não vamos ficar concentrados apenas em Goiânia e Anápolis. Entre as cidades goianas que vão participar da manifestação Fora Bolsonaro estão Jataí, Catalão, Alto Paraíso, São Luís de Montes Belos e outras”

Realmente, manifestações também ocorreram em;

Jataí na praça do Lago Diacuy às 10hrs,

Aurilândia no Ginásio de Esportes às 17hrs,

Catalão na Praça do Eldorado (Castelo Branco) às 8 hrs,

Ceres no Parque Curumim às 8 hrs,

Cidade de Goiás na Praça do Chafariz às 9h30,

Itapirapuã na Praça da Matriz às 17hrs,

São Luís de Montes Belos na Praça da República às 14h30.

Mato Grosso

Cuiabá 

Cuiaba 3

cuiabaa 1

Na Capital, atos aconteceram na Prainha às 6hrs, além do ato central que foi realizado na Praça Alencastro. Centenas de manifestantes fizeram passeata no centro da Capital, e a concentração foi logo em frente ao prédio da prefeitura de Cuiabá.

Atos também aconteceram em Cáceres na Praça da Cavalhada às 8h.

Mato Grosso do Sul

Campo Grande

campo grande 3

No MS, apesar do receio de muitas entidades devido ao lockdown decretado pelo governo golpista de Reinaldo Azambuja (PSDB), cerca de 2,5 mil pessoas reuniram-se no centro da capital, Campo Grande, com presença marcante da juventude. Além dos estudantes, representantes do movimento camponês e indígena estiveram presentes, e também trabalhadores, sobretudo da educação e dos Correios.

Dourados

Dourados 4

No sul do estado, em Dourados, a esquerda buscou desmontar o ato convocando um ato simbólico. Entretanto, o Comitê de Luta de Dourados garantiu que o ato acontecesse. Foram cerca de 100 manifestantes que se reuniram  na praça Antônio João, saindo em marcha pelo centro da cidade. 

Atos também ocorreram em Corumbá, Nova Andradina, Três Lagoas e Bonito.

Os atos no Brasil e no Centro Oeste representaram uma vitória da mobilização popular. Ficou mais uma vez demonstrada a vontade do povo de ocupar as ruas e lutar radicalmente contra Bolsonaro e os golpistas. É urgente que se marque um novo ato, e que qualquer empecilho imposto pela direita, ou pela própria esquerda pelega, seja superado.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.