Menu da Rede

PSDB vai à manifestação e manda a polícia reprimir a esquerda

Mobilizar todos os setores

29 de maio: é hora de intensificar a campanha

Restam poucos dias para os atos de rua deste dia 29. É necessário intensificar a campanha, mobilizar os trabalhadores e avançar na luta contra o golpe

Para barrar o genocídio, tomar às ruas – Reprodução

O dia nacional de mobilizações marcado para ocorrer no próximo sábado, 29, está cada vez mais próximo. A data foi marcada pela terceira plenária nacional das organizações de luta, das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, com a participação dos partidos de esquerda e organizações dos trabalhadores da cidade e do campo. As manifestações que se realizarão em todo o país ocorrerão em um momento em que diversos setores da classe operária e das massas exploradas e oprimidas de nosso país se enfrentam com o regime golpista. É necessário intensificar a campanha pela sua realização, organizar uma ampla convocação e impulsionar verdadeiros atos de rua.

O chamado à manifestação já demonstrou uma importante vitória do movimento operário contra a paralisia das direções da esquerda pequeno-burguesa. A realização dos atos de 31 de março, que se opuseram à comemoração do aniversário do golpe militar de 1965 pelos fascistas nas ruas e, sobretudo, a realização do ato nacional de 1º de maio em São Paulo, mostraram a necessidade enfrentar com a mobilização os ataques promovidos contra os trabalhadores. Petroleiros, portuários, metroviários e diversas outras categorias começaram a entrar em movimento exigindo vacinação completa da população, lutando contra o desemprego e a privatização, e realizando importantes greves.

Com esta crescente tendência ao enfrentamento, é perceptível que a polarização leve a classe trabalhadora cada vez mais à esquerda. A política do “fique em casa” não pôde se manter quando a classe operária entrou em movimento. É uma política totalmente antagônica aos interesses os trabalhadores, que desde o primeiro momento de pandemia estão nas ruas diariamente se infectando e morrendo.

A mobilização vem provocando, como pôde se ver nos atos do dia 13, contra a chacina ocorrida em Jacarezinho, uma mudança gradual na política levada pelas direções de parte dos partidos da esquerda e de movimentos populares. A situação está insustentável, são quase meio milhão de mortos e novos dados demonstram que o país pode atingir até 1 milhão de mortes até o mês de setembro. É um verdadeiro genocídio contra a população pobre e oprimida.

Não podemos esperar que o país tenha, oficialmente, 1 milhão de mortos. Devemos intensificar desde já a mobilização e garantir a realização de verdadeiros atos de rua neste dia 29. É fundamental uma intensa campanha nas categorias, nas portas de fábrica, junto à classe operária para mobilizar cada vez mais.

O ato do dia 29, deve servir como impulsionador de uma jornada de mobilizações de rua, capaz de levar a frente as reivindicações fundamentais dos trabalhadores: um auxílio emergencial de verdade, de no mínimo um salário mínimo, para que a população não morra de fome, a vacinação completa da população, com a quebra das patentes e controle popular, a redução da jornada de trabalho para 35 horas semanais, sem redução dos salários, bem como impedir a privatização dos Correios e das demais estatais, pela derrubada de Bolsonaro e de todos os golpistas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.