Atentado contra a cultura e o patrimônio nacional: Bolsonaro corta R$ 12 milhões para Museu Nacional, que sofreu incêndio
Bombeiros controlam incêndio no Museu Nacional
Atentado contra a cultura e o patrimônio nacional: Bolsonaro corta R$ 12 milhões para Museu Nacional, que sofreu incêndio
Bombeiros controlam incêndio no Museu Nacional

Da redação – Com a política de bloqueio orçamentário para o Ministério da Educação (MEC), Bolsonaro estará cortando recursos para a reconstrução do Museu Nacional, que sofreu um incêndio em setembro do ano passado – tendo maior parte de seu acervo destruído.

O incêndio foi culpa da política neoliberal da direita de sucateamento do patrimônio público brasileiro, levando à perda de quase todo o acervo histórico do Museu. Como a instituição é administrada pela UFRJ, o bloqueio orçamentário de Bolsonaro para o MEC, prejudica a reconstrução do Museu.

O orçamento de quase R$ 55 milhões destinados à reconstrução do Museu sofreu um corte de mais de 21%, segundo dados divulgados pela Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil). Ou seja, Bolsonaro retirou mais ou menos R$ 12 milhões destinados à reconstrução do Museu.

Fica claro então a política de destruição neoliberal. É essa mesma política que levou, na França, à destruição da obra quase milenar, a Catedral de Notre Dame de Paris, um patrimônio histórico da humanidade.

Desta forma, os capitalistas parasitas estão destruindo todo o patrimônio histórico e cultural da humanidade, com uma política que favorece apenas as contas bancárias de algumas famílias, enquanto a maioria da população é prejudicada.