Fora Bolsonaro
Na semana em que o País chegou à marca de 100 mil mortos, órgão imperialista admitiu que o número de casos não está regredindo no mais importante país da América do Sul
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolsonaro
Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/FUP

De acordo com declaração dada nesta segunda-feira (10) pelo diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, a transmissão por COVID-19 no Brasil não está diminuindo. A declaração foi feita pouco depois de o principal país da América do Sul chegar à marca sinistra de cem mil mortos pela pandemia.

A declaração da OMS, que é um órgão do imperialismo, submetido aos interesses dos capitalistas, é uma comprovação da situação gravíssima em que o País se encontra. Tão grave que não dá para esconder. Essa situação, por sua vez, é resultado direto da política da direita, que decidiu retomar a economia no momento em que mais de mil pessoas morrem por dia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas