Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

No meio jurídico, costuma-se dizer que o Supremo Tribunal Federal seria o guardião da Constituição. Porém, em outubro do ano passado, o STF decidiu que o Judiciário está autorizado a determinar prisão para a execução da pena após decisão em segundo grau de jurisdição. A decisão viola o princípio da presunção de inocência, previsto na Constituição em seu artigo 5º, inciso LVII, que trás que: “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”.

Ao que parece, a decisão de prisão antes do trânsito em julgado tem um alvo muito específico e conhecido de todos os brasileiros: o ex-presidente Lula.

Lula é um grande problema que a burguesia e os golpistas tem que resolver se quiserem continuar no poder do Estado. Lula lidera a intenção de votos para a Presidência da República em todos os cenários e uma vitória sua significaria uma grande derrota para aqueles que deram o golpe na Presidenta eleita Dilma Rousseff em 2016.

A prisão absolutamente inconstitucional de Lula, por outro lado, também significaria uma uma gigantesca derrota, mas para a esquerda e todo o movimento operário. Seria sobretudo uma gigantesca derrota para todos os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros, pois, se as instituições passam por cima dos direitos e garantias individuais de um ex-presidente da República, imagine com os direitos e garantias individuais de um cidadão comum.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas