Siga o DCO nas redes sociais

Invasão estrangeira no futebol
Ataque ao futebol brasileiro: recorde de técnicos estrangeiros no País
Campanha internacional contra o futebol brasileiro tem gerado uma invasão de técnicos estrangeiros no país do futebol!
Campeonato Brasileiro de Futebol Série A - C.R. Flamengo x Ceará S.C.
Invasão estrangeira no futebol
Ataque ao futebol brasileiro: recorde de técnicos estrangeiros no País
Campanha internacional contra o futebol brasileiro tem gerado uma invasão de técnicos estrangeiros no país do futebol!
Futebol brasileiro é símbolo de qualidade, mas campanha da imprensa faz parecer o contrário
Campeonato Brasileiro de Futebol Série A - C.R. Flamengo x Ceará S.C.
Futebol brasileiro é símbolo de qualidade, mas campanha da imprensa faz parecer o contrário

Sob intensa campanha depreciativa por parte da imprensa golpista, o futebol brasileiro vai ter no ano de 2020 uma quantidade recorde de técnicos gringos. Até o momento estão confirmados cinco nomes, quatro na série A (veja relação abaixo) e um da série B.

  • Flamengo – Jorge Jesus, português, ex-técnico do Al-Hilal (Ara. Saudita), Benfica, Sporting, Braga, etc.
  • Atlético Mineiro – Rafael Dudamel, venezuelano, ex-técnico da seleção venezuelana e Deportivo Lara;
  • Internacional – Eduardo Coudet, argentino, ex-técnico do Rosário Central, Racing e Tihuana (México);
  • Santos – Jesualdo Ferreira, português, ex-técnico de Al-Sadd (Qatar) e Sporting, Porto, Braga, Benfica, Málaga etc;
  • Avaí – Augusto Inácio, português, ex-técnico de Aves, Moreirense, Sporting etc.

Além destes confirmados há outros times ainda em busca de técnicos e podem contratar mais estrangeiros, cedendo à propaganda da grande imprensa contra o futebol nacional.

Com esse número os dois principais campeonatos do país, séria A e B, apresentarão mais técnicos estrangeiros do que ligas europeias, como a espanhola e a italiana, com 3 técnicos estrangeiros, e a portuguesa com apenas 1.

O futebol brasileiro, que é o mais vitorioso e continua reconhecido mundialmente, dando o país a alcunha de país do futebol e de que “cada brasileiro é um técnico de futebol”, estranhamente, de uns tempos pra cá, parece ter desaprendido como fazer seus jogadores formarem bons times ou ainda que, seus técnicos estão desatualizados e precisam de reciclagem, se atualizar, estão ultrapassados. O que não é verdade obviamente, mas pode enganar os torcedores desavisados.

Na verdade, esses argumentos fajutos fazem parte de uma intensa campanha contra o futebol brasileiro que visa depreciar os jogadores, técnicos e os times nacionais visando fins comerciais, para aumento da exploração pelos capitalistas que atuam neste mercado multimilionário, do qual o Brasil é uma fonte constante de bons jogadores. Por outro lado, está a propaganda massificada a favor do futebol europeu, que seria o futebol moderno, organizado, aonde o público sabe apreciar o esporte, aonde há os melhores técnicos, gestores etc. Um engodo completo, pois o futebol europeu expressa a exploração econômica que os burguesia imperialista impõe aos países de capitalismo atrasado. Basta ver a quantidade de atletas estrangeiros nas ligas europeias, tomadas por sul-americanos e africanos principalmente. Entretanto, estes jogadores são os mesmos formados pelos ditos técnicos ultrapassados do futebol nacional, uma contradição inexplicável.

É preciso denunciar, se manifestar e defender o futebol brasileiro desta campanha internacional, a qual tem ganhado reforço com a política da extrema direita de repressão policial aos torcedores, proibindo torcidas organizadas e a livre manifestação nos estádios. Tudo isso faz parte do mesmo pacote.