Ataque a urna é revolta contra a fraude eleitoral

Captura de Tela 2018-10-07 às 20.13.05

Que as eleições fraudadas estão gerando uma grande insatisfação não é algo novo, mas a cada etapa do aprofundamento do golpe, novos fatos são produzidos, e um deles foi em Santa Catarina.

Eleitor levou uma marreta para a votação e destruiu uma urna eletrônica. O fato é apresentado como algo isolado, sustentado pela tese de que o rapaz fez isso por possuir problemas psicológicos. É apenas uma tentativa de camuflar um sentimento mais amplo das massas com o processo fraudulento.

Não é conhecido se o eleitor possui alguma preferência política, mas definitivamente, o ataque a urna representa a decadência do sistema político para grande parte da população, que até a renuncia sob pressão dos militares do ex-presidente Lula, estavam esperançosos com sua candidatura.

É importante compreender que ações como esta demonstram um sintoma, mas que o problema somente será resolvido mediante uma luta organizada dos trabalhadores nas ruas, pois as eleições são uma ferramenta da burguesia para garantir o poder e não será por intervenções individuais que conseguiremos derrubar o regime golpista que massacra o país.