30ª Conferência Nacional
O PCO debaterá e decidirá democraticamente a política a ser seguida nas eleições de 2020, bem como os demais aspectos da campanha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ato
Ato do PCO | Arquivo

O Partido da Causa Operária está convocando para os dias 15 e 16 de agosto a sua 30ª Conferência Nacional, que contará com transmissão ao vivo pela Causa Operária TV, seu canal do Youtube, de modo que o público em geral poderá acompanhar todas as discussões. O objetivo é realizar um amplo debate e definir a política a ser adotada pelo partido diante do pleito de 2020. A atividade será seguida de conferências municipais.

O PCO tradicionalmente realiza conferências antes das eleições. Essa é uma iniciativa extremamente democrática. Em todo o país, serão eleitos delegados que poderão debater livremente todos os aspectos da questão e decidir a política que será levada adiante pelo partido nacionalmente. 

Nos demais partidos, inclusive da esquerda, as reuniões pré-eleitorais tem como principal função escolher os candidatos. No PCO, os militantes definirão todos os aspectos das eleições: os critérios para o lançamento de candidatos, as principais palavras de ordem, o eixo da campanha, a forma como ela deverá ser realizada, entre outros. 

Isso permitirá que o partido de conjunto escolha seus candidatos sobre a base de princípios políticos claros e que estes atuem em uníssono apresentando o PCO como uma força coletiva, nacional, nas eleições municipais em que, tradicionalmente, o oportunismo e o carreirismo são a regra nos partidos burgueses e mesmo nos partidos de esquerda.

Tal funcionamento permite que o partido de conjunto e não apenas uma cúpula, muito menos pessoas individualmente, discuta e defina o caminho a ser seguido nas eleições.No PCO ninguém é candidato de si mesmo, como ocorre na política burguesa e até entre a esquerda. Permitir que cada candidato leve adiante sua própria política, ou seja, individual, é completamente antidemocrático, pois assim o programa aprovado nas instâncias partidárias pode ser substituído pelo programa de uma só pessoa, não aprovado em lugar nenhum e que muitas vezes contraria o que foi decidido pela maioria. O candidato do PCO concorre para divulgar e defender a política partidária, aprovado pela maioria dos seus integrantes.

A Conferência será, por fim, uma arma do Partido na luta por seu programa, sua unidade na ação e na luta política expressa em aspectos centrais do momento, como a frente ampla e a luta pela derrubada do governo Bolsonaro.

Assim se constrói um partido revolucionário, democrático e centralizado, capaz assim de se constituir como uma ferramenta fundamental na luta da classe trabalhadora por seus interesses imediatos e histórico, o governo operário.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas