Assédio moral contra funcionários é regra no Banco Itaú

itaúu

Da redação – Mais uma unidade do Banco Itaú presta reclamações em relação ao assédio moral sofrido pelos trabalhadores nas mãos dos chefetes de plantão a serviço da direção golpista do Itaú.

A reclamação partiu dos trabalhadores caixas, supervisores em relação a um Gerente de Serviços Operacionais (GSO). É um clima de verdadeiro terror, com humilhações, ameaça de demissão para aqueles que não atingirem metas de venda etc.

Nas dependências do banco se adotou, em todo o País, a prática da política de assédio moral para obrigar os funcionários aumentarem a venda para os clientes.

Os banqueiros, e os capitalistas em geral, sabedores de que nenhum tipo de consequência, seja da justiça golpista, ou mesmo de qualquer instituição controlada pelos governos golpistas, irá acontecer, aumentaram sobremaneira os ataques aos direitos e conquistas dos trabalhadores.

É necessário organizar imediatamente os trabalhadores contra os ataques da direita golpista, que no atual processo golpista partiram pra cima com o aprofundamento da política que retira direitos conquistados pelos trabalhadores ao longo dos últimos cem anos.