Assassino golpista: militar chileno condenado por homicídios durante a ditadura é preso na Argentina

detuvieron-en-mar-del-plata-339278

No último domingo, 15 de julho, a polícia federal da Argentina prendeu Sergio Francisco Jara Arancibia, um cidadão chileno foragido e procurado pela policia de seu país. Sergio Francisco Jara é uma das pessoas mais procuradas pelas autoridades chilenas, sendo acusado de ser responsável por vários homicídios, e foi preso durante a tarde em Mar del Plata.

Sergio Jara era coronel durante a ditadura militar chilena, que em 1973 destitui por meio de um golpe de Estado o presidente eleito, Salvador Allende, e pôs em seu lugar o militar Augusto Pinochet, que levou adiante uma das ditaduras mais violentas da América Latina. No ano passado Sergio Jara foi condenado pela Suprema Corte do Chile pelos assassinatos de um médico e de um servidor público que faziam oposição à ditadura.

Durante a ditadura chilena mais de 30 mil opositores foram assassinados, e a soma envolvendo desaparecidos e torturados é gigantesca. Ainda hoje, milhares de famílias buscam por parentes desaparecidos durante a ditadura. Segundo as autoridades argentinas, o ex-coronel foi preso tendo como base um mandado de captura internacional e será extraditado para o Chile em breve.