Em meio à protestos
O ex-policial que agrediu com pontapés e depois atirou no rapaz pelas costas receberá acusação de homícidio doloso, além de outras 10
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Atlanta - após um dia de protesto, manifestantes radicalizam e incendeiam o restaurante que chamou a polícia para R. Brooks.
Novo assassinato de rapaz negro pela polícia reacende convulsão nos Estados Unidos | Foto: Arquivo/PCO

O ex-policial Garrett Rolfe, demitido da polícia de Atlanta após matar Rayshard Brooks, rapaz negro de 27 anos que havia dormido no carro, trancando com isso, o acesso ao estacionamento da lanchonete da rede de fast food Wendy’s, será acusado por 11 crimes, entre eles, homicídio doloso.

Pelas leis da Georgia, Rolfe, se condenado, pode ser sentenciado à prisão perpétua ou à morte caso condenado pelos crimes a que está sendo acusado.

O outro policial que participava da ação, Devin Brosnan, foi colocado no serviço administrativo da polícia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas