Às 16h, UFPE terá ato contra a extrema-direita

ufpe2

Há semanas, o “professor” de Filosofia Rodrigo Jungmann, mais conhecido como Pinguim da Privataria, vem ameaçando estudantes, professores e todas as organizações de esquerda que atuam na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Em resposta, os estudantes, mobilizados pelo Comitê de Luta Contra o Golpe da UFPE, iniciaram uma campanha de denúncia do caráter fascista das declarações do Pinguim da Privataria.

A campanha fez com que o Pinguim da Privataria diminuísse consideravelmente os ataques à esquerda e adotasse uma postura defensiva. Fazendo-se de vítima, o Pinguim da Privataria decidiu processar os estudantes e recorrer à Polícia Federal para sua segurança.

Mas essas não foram as únicas medidas tomadas pela direita em reação à campanha contra o Pinguim da Privataria. Ontem, foi divulgada uma lista com ameaças a alunos e professores da Universidade. Contendo termos como “comunista”, “petista”, “viado”, “baderneiro” e “feminazi”, o teor político da ameaça é bastante claro.

A atitude covarde da extrema-direita, que divulga uma lista de ameaças anônima e utiliza a Polícia Federal contra os estudantes só reflete a impopularidade dos golpistas. Por isso, é necessário lutar contra a extrema-direita com a principal arma dos explorados: a mobilização.

Nesse sentido, na tarde desta quarta-feira haverá um ato contra as investidas da extrema-direita na UFPE. Será a partir das 16h, em frente ao prédio do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH). Fora Bolsonaro! Liberdade para Lula!