• Capa
  • Artigo
  • Ucrânia pressiona outro país por armas

Desesperados por ajuda

Ucrânia pressiona outro país por armas

Zelensky pede aos legisladores sul-coreanos que forneçam ajuda letal, incluindo tanques e aviões, para a luta de Kiev contra a Rússia

ucrania pede ajuda (1) (1)

Reunião por vídeo-conferência – Reprodução

─ RT , Tradução DCO ─

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky solicitou tanques, aviões e outras armas da Coreia do Sul, pedindo ajuda aos legisladores na guerra de seu país com a Rússia, horas depois que o Ministério da Defesa de Seul reiterou sua política contra o envio de ajuda letal a Kiev.

“A República da Coreia pode ajudar a Ucrânia”, disse Zelensky na segunda-feira em um discurso virtual à Assembleia Nacional da Coreia do Sul. “A Coreia do Sul tem vários equipamentos militares que podem parar os navios e mísseis da Rússia.”

O presidente agradeceu à Coreia do Sul por sua assistência humanitária e ajuda militar não letal, mas disse que a Ucrânia precisará de mais armas para derrotar a Rússia. “Eu ficaria grato se a República da Coreia pudesse nos ajudar a enfrentar a Rússia. Se a Ucrânia receber essas armas, não apenas salvará a vida das pessoas comuns, mas será uma chance de salvar a Ucrânia, e não apenas a Ucrânia, mas garantir que outros países não sejam atacados pela Rússia”.

O discurso de Zelensky seguiu uma decisão mais cedo nesta segunda-feira por autoridades de defesa sul-coreanas de rejeitar o mais recente pedido de armas da Ucrânia. O ministro da Defesa, Suh Wook, disse a seu colega ucraniano, Aleksey Reznikov, que Seul manteria sua “postura de princípios” contra o fornecimento de armas à ex-república soviética. Ele citou a preocupação com a “situação de segurança” da Coreia do Sul e a necessidade de evitar diminuir a prontidão militar de Seul.

A ajuda militar da Coreia do Sul à Ucrânia até agora tem se limitado a suprimentos não letais, como capacetes à prova de balas e cobertores. O país se juntou a seus aliados ocidentais para sancionar Moscou pelo conflito na Ucrânia, como a proibição de transações financeiras com o banco central da Rússia. No entanto, a Coreia do Sul tem sido criticada por não ir longe o suficiente em punir o Kremlin, pois procura evitar obliterar suas relações econômicas com a Rússia.

Zelensky tentou persuadir os legisladores em um nível emocional, comparando a crise atual à Guerra da Coréia de 1950-1953. “Você experimentou a guerra nos anos 50 e vários civis perderam a vida. Mas a Coreia do Sul superou isso. Na época, a comunidade internacional forneceu muita ajuda, mas, no momento, não há esperança de que a Rússia pare por conta própria”.

A Ucrânia está intensificando sua campanha por ajuda militar, enquanto os EUA aceleram os envios de armas para Kiev. O conselheiro de segurança nacional dos EUA, Jake Sullivan, se gabou no domingo de que Washington estava enviando armas para a Ucrânia “todos os dias”. Ele disse que a política dos EUA é fornecer à Ucrânia todo o armamento de que ela precisa – coordenando remessas de países ao redor do mundo – para repelir a invasão russa e ajudar a cumprir a meta de Washington de enfraquecer e isolar Moscou.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.