Menu da Rede

Em ação criminosa da polícia, dois homens são executados em MG

Genocídio planejado

Mesmo com vacinação irregular, BA anuncia retorno presencial

Governador da Bahia define data para retorno das aulas presenciais.

Rui Costa (PT) e ACM Neto (DEM), os “científicos”. – Foto: Reprodução

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou hoje (13), que as aulas presenciais retornarão no dia 26 deste mês em todo Estado. O método utilizado será o semipresencial, onde parte da turma irá à escola segundas, quartas e sextas e a outra nos demais dias (sábado incluído). Em outras palavras, o estudante vai à escola um dia para pegar a doença e fica no posterior para contaminar seus parentes.

O anunciou foi feito após a constatação, através de números nem um pouco confiáveis, de que a COVID-19 estaria recuando na Bahia. Entretanto, Rui esquece de dizer aos baianos que os números de mortes diárias hoje são próximos aos números da pior fase da primeira onda da doença no Estado (agosto de 2020), ainda que melhores à situação desesperadora que ocorrera em maio e junho deste ano.

Rui se pautou em dois pontos principais: taxa de ocupação de UTIs e número de casos.

O primeiro ponto é uma total fraude. Salvador, capital do Estado, por exemplo, mais de que dobrou o número de leitos de dois meses para cá, saindo de 350 leitos para 720 leitos. Isso explica a queda na taxa de ocupação de UTIs. Além disso, muitas UTIs que eram utilizadas para pacientes com outras enfermidades foram colocadas para atendimento da COVID e agora estão retornando ao seu uso anterior, demonstrando uma verdadeira política de colchão curto.

Sobre o número de casos, a fraude é ainda mais assombrosa. Aparentemente, mesmo com menos de 15% da sua população com imunização completa, o número de casos despencou. Todavia, sabe-se muito bem que o que ocorre é que as prefeituras não estão testando a população. Algo bem próximo do que foi visto no período eleitoral em 2020.

A reabertura das escolas, ao contrário do que é dito pelo governador, não é para atender aos alunos mais carentes, mas para atender à demanda das falidas escolas particulares e justificar grandes eventos (privados) na Bahia.

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) anunciou que em 29 de julho será realizado um “evento teste” em Salvador para 500 pessoas. Enquanto isso a capital baiana limita os grupos de vacinação por dia para evitar manchetes mostrando a falta de vacinas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.